1 ANO DE BLOG- A FASE CANDARA

As passadas verticais do tipo Candara mostram um entalhe gracioso nas hastes, altas ramificações nas caixas baixas, largas aberturas em todas as formas abertas e curvas originais em diagonais. A textura resultante é viva, mas não intrusiva, e é resulta em um texto amigável e fácil de ler.

Trecho da citação sobre a fonte Candara na Wikipedia

Desde que me familiarizei com o computador, comecei a olhar as diferentes possibilidades de leitura de textos, aliada a modernidade do documento, propiciando um ar mais moderno a aquilo que você quer apresentar. Assim, analisando as diferentes letrinhas do Office 2007, gostei da fonte Candara.

Tanto que a fonte Candara é praticamente a fonte oficial da minha atividade digital: uso nos trabalhos de escola e conversas com amigos no MSN. A fonte Candara é para mim o que a fonte VAGRounded é para a Rede Globo (e mais recentemente para a Rede Record).

Pois bem, só no dia 24 de abril foi que finalmente passei a usar Candara nas postagens do blog. O Blogger disponibiliza oito fontes: Arial, Verdana, Times, Georgia, Courier, Trebuchet, Lucida Grande e Webdings. E a fonte usada nas postagens do blog até então era Verdana. Quando da configuração do blog no Windows Live Writer, todas as fontes do computador podem ser usadas na postagem, graças ao recurso do HTML (a estrutura que permite que você veja este texto em Candara e possa abrir links clicando nas páginas azuis).

As novidades da estrutura de postagem não ficaram só na mudança dos caracteres. As fotos, antes posicionadas em cima e a esquerda, agora ficam em qualquer ponto da matéria: esquerda, direita, em cima, em baixo e por aí vai. E cada foto tem uma legenda escondida, comentário que só aparece quando você passa o mouse sobre a foto. E ainda tem as marcas d´água que aparecem na parte de baixo da direita; quando a foto é minha, aparece o nome Josivandro Avelar, quando não, aparece o nome da pessoa que tirou a foto, ou da fonte de onde veio a imagem. As mudanças visuais e interativas feitas preparavam o blog para o futuro. E foi assim, com esse pensamento de levar o blog ainda mais para longe, que a fase Candara ficou marcada como a fase das principais transformações do blog. Daqui para frente, a tendência era só crescer.

Antes mesmo da fase Candara, ainda tivemos a implantação do mecanismo de opiniões rápidas, o Me Avalie (posteriormente rebatizado de Avalie a Matéria), onde o leitor expressa por meio de uma pergunta no rodapé de cada matéria se gostou ou não do que leu. Um mecanismo que ajuda a melhorar tanto á procura de conteúdos como também a forma de como eles são apresentados.

Mas vamos aos destaques que marcaram a fase Candara: a primeira postagem publicada com essa fonte foi Surpresa!, que noticiou o recadastramento dos cartões de transporte dos passageiros da Região Metropolitana de João Pessoa para a Integração Metropolitana que passaria a valer em 1º de maio. Surpresa tanto para quem iria fazer o recadastramento, pois não sabia das datas, quanto do leitor ao ver que a fonte dos caracteres havia mudado. Mas na segunda postagem escrita em Candara esclarecemos a mudança.

Cobrimos ainda a entrega dos novos ônibus de 2009 e ainda sofremos com um apagão que quase inviabilizou a matéria que era escrita justamente sobre falta de luz. Blecaute em tempo real. O mês de maio trouxe excelentes pautas, como a história de amor de Thamires e Jaílton, uma história que parece ter saído dos folhetins das novelas para o mundo real. O dia da inauguração da Praça do Rangel e os nomes das cidades escolhidas para sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014, que vai acontecer aqui no Brasil, foram destaques desse mês tão produtivo. No dia 23, o blog Josivandro Avelar entrou no Twitter, serviço mundialmente famoso de microblog e que possibilitou uma aproximação maior com os leitores. Hoje o Twitter do Josivandro é seguido por 345 pessoas.

O mês de junho marcou o blog com as festas de São João, com a série Mania de adolescente e com um assunto comentado no mundo todo, a morte de Michael Jackson. Ainda teve os comentários da Copa das Confederações, o que chamamos de O Grande Teste para a Seleção de Dunga. O mês de julho foi quase todo dedicado aos fatos da cidade, a estreia da tag contando história e uma pergunta que todos nós gostaríamos de achar a resposta: Onde está o amor ao próximo?

Esta foi a fase Candara, prévia do que viria adiante, pois o mês de agosto seria um divisor de águas nesta breve história do blog. O blog boom, quarto e último capítulo da retrospectiva do primeiro aniversário do blog, que vai de agosto até hoje. Será o assunto da próxima matéria.

Compartilhe este post