Aprendizado no confinamento; fiz o que me ajuda a me fazer feliz

Em quase 150 dias de confinamento – e exatos 90 posts produzidos aqui no blog durante esse período contando com esse – mergulhei fundo nos sites, porque entendia que era com conhecimento avançado das ferramentas e do WordPress que poderia sair daqui com mais bagagem.

Este post está indo ao ar depois que eu comuniquei para a família que me colocava à disposição para voltar a fazer atividades externas, como ir a supermercado, padaria, com responsabilidade e ciente de que isso ainda não passou completamente. E enquanto não pude sair daqui, vamos para um balanço de todas as coisas que já foram feitas em termos de melhorias nos sites.

Com um aviso: não parou ainda, o aprendizado é constante e novas mudanças podem acontecer. Porque é justamente lá fora que vou alimentando as ideias. Trazendo o que vi para cá. Contando histórias.

Ainda tem outras coisas para serem planejadas e colocadas em prática, pois a network 612 vai sair bombando dessa pandemia.

O que já implementamos ao longo de mais de 120 dias dentro de casa – e crescendo:

Umas coisas estão em planejamento, outras eu nem lembrei mais fiz, mas o que eu sei é o que eu disse mesmo: não vai parar, com ou sem confinamento. Queremos sair fortes desse momento de crise. E reforçar o que aprendemos que é em momentos de crise que as oportunidades aparecem, e quem se planeja e se reinventa sai mais forte dessa.

Você pode ter ficado quase a eternidade em casa, mas não pode dizer que não fez nada. Porque o que eu fiz e faço no confinamento – e agora fora dele – é o que me ajuda a me fazer feliz.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *