Compartilhe, mas só depois de ler

Um pequeno passo contra os “leitores de manchete”, um grande passo para a compreensão e a certeza de que o leitor compartilhou este texto só depois de ler. É isso que resolvi organizar em todos os sites que gerencio a partir de hoje, quando coloquei os botões de compartilhamento de cada post apenas abaixo do texto.

Eu já tinha feito isso aos poucos. Primeiro, com o novo tema, eu ocultei o texto e fiz pequenos resumos para cada post, de modo que o texto todo só apareça no post. Agora é a vez do ajustar os botões de compartilhamento, que antes apareciam em qualquer parte dos sites, agora passaram a se concentrar somente no final de cada texto de cada post.

Com a experiência que eu acumulei, fiz isso com uma lógica. Além é claro da motivação estética: a página inicial de todos os sites estão mais limpas e objetivas. Além disso, os botões estão um pouquinho menores.

O visual dos botões foi padronizado em todos os sites, visando justamente a melhoria da experiência de leitura de cada um. A nova padronização é válida em todos os tamanhos de tela, com as devidas adaptações.

Experiência de leitura e propriedade no que você compartilha

Quem trabalha com redação de sites e mídia social já deve ter percebido os tais “leitores de manchete”; aquelas pessoas que só de olhar os metadados do Facebook ou a descrição no Twitter, não abrem o link; fazem alguma pergunta ou emitem uma sentença sobre a manchete que está sendo tratada naquele post da mídia social.

Se você não lê o post, não vai entender a manchete, que é só um lead, um resumo. Se eu, redator, tenho o trabalho de escrever, é para ser lido. É aqui no blog, é em qualquer lugar. Você que trabalha com o que eu trabalho deve me entender…

Então, o que eu quero quando ajustei os botões de compartilhamento, os mandando para baixo do texto? Seguir uma lógica: se a pessoa compartilhou um post, é porque ela leu o texto. Não quero passar a facilidade antes dela ler o texto: quero que ela leia, simples.

Desse modo, consigo estimular o engajamento dos usuários, que desse modo entenderam o texto e por isso compartilharam, não largando os botões em qualquer lugar – desse modo eu estaria fazendo com que o leitor compartilhe o post sem ele ter lido, e não é isso que eu quero.

Pois uma leitura é uma visualização, uma visualização representa que o leitor ficou mais tempo no site, e se sentiu estimulado a ler os outros posts do blog.

É por isso que logo abaixo dos botões, tem mais três sugestões de posts para o leitor, se ele quiser continuar se aprofundando na página. Essa seleção dos posts que ficam aqui embaixo é aleatória, não sou eu quem faço.

E aí, entendeu?

Se você entendeu o texto e gostou, compartilhe este post depois de ler.

E se você gostou dos outros 4.002 textos deste blog além desse, compartilhe. Os botões estão aqui embaixo agora, tão e somente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.