A vida é assim, feita de trocas…

Opções existem para isso: organizar as coisas para trabalhar bem e melhor. E é por isso que a vida é feita de trocas: quando algo já não nos atende com eficiência, a gente substitui a peça, ou logo tudo.

E uma dessas trocas foi as pressas e bem sucedida: a substituição do pacote do ambiente de testes offline, ou seja, aqueles sites que ficam só no meu computador. Era o WAMP, agora passou a ser o XAMPP.

O motivo: deu ruim na atualização dos módulos do Wampserver. Simplesmente não deu pra recuperar os bancos de dados. Apaguei os sites que estavam lá. Só deu para recuperar os feitos em HTML, já que estes não precisam de banco de dados para serem exibidos.

Recomecei do zero com o XAMPP, um pacote que achei que não sabia usar. Porque meu computador anterior era ruim e quando tinha instalado nele, havia dado problema e aí fui no Wampserver, que usava até então. Nesse meu atual, o XAMPP pegou de boas. Rodou de primeira – e porque eu lembrei da carroça eletrônica que troquei há três anos atrás achando que seria parâmetro para um pacote como o XAMPP rodar?

O novo pacote rodou de boas no meu atual computador e foi bem mais rápido no carregamento e atualização dos componentes dos sites. Já fica aqui. E é bem mais usual do que o Wampserver. Com isso, posso trabalhar com mais rapidez e eficiência sem me preocupar com a questão dos módulos, que dá para resolver também de boas.

Tudo o que eu preciso

Terminando de arrumar a bagunça de segunda-feira do blog, terminei a estrutura e o visual dos sites instalados no domingo. Os sites do ambiente de testes offline são:

  • Três sites de testes WordPress para novos projetos;
  • O ambiente de testes do Blog Josivandro Avelar, que é um blog idêntico a este aqui só para eu brincar – não que aqui seja diferente;
  • A plataforma beta do Blog Josivandro Avelar, que roda, como o nome diz, os betas das próximas versões do WordPress. É por esse site que conheço a próxima versão do CMS e também é uma réplica deste;
  • O ambiente de testes do Ônibus Paraibanos, réplica do original;
  • Uma instalação WordPress para criar temas-filhos para os sites – que chamo de Cenografia;
  • Dois sites HTML.

Além é claro do site de testes online, que fiz no 000webhost, um serviço de hospedagem gratuito e limitado da mesma empresa que atualmente hospeda este blog, além de mais um blog de testes no Blogger. Não falta lugar para este menino de 31 quase 32 anos brincar.

Pois é brincando que levo a vida. Mesmo não sendo mais uma criança.

Compartilhe este post