Montanha-russa

Ah 2020, que ano foi esse… Uma trajetória que não foi em linha reta, repleta de curvas perigosas, de altos e baixos em alta velocidade, uma trajetória tortuosa, que pode ser comparada ao percurso de uma montanha-russa.

Sim, o ano de 2020 foi uma montanha-russa dessas de um parque de diversões, se bem que tudo o que não pudemos fazer esse ano foi se divertir, porque as subidas e descidas dessa montanha-russa não foram nada suaves.

Como toda montanha-russa, tudo começa com aquela subida suave, suave, suave, e…

E veio descendo com tudo. Quando o caminho prometia ser suave novamente como foi no início, desceu mais uma vez. Essa é a lógica que melhor define o que foi o ano de 2020. Mas aí…

…Senti que poderia subir um pouco mais, ok, não com a mesma suavidade que a subida do início do ano, mas aí foi descendo de novo, e subindo, e descendo… E foi assim o ano todo.

Mas calma, chegamos ao fim dessa viagem louca e cheia de adrenalina! Como – de novo lá vem ela, a montanha-russa -, chegamos ao final, mas calma! Ainda temos outra viagem imprevisível.

A gente nunca sabe o roteiro dessa viagem. Como nunca soube como foram as outras que encaramos na vida. Mas a gente aproveita essas viagens loucas com intensidade e aprendendo com os desafios que essas viagens nos proporcionam no caminho. Mas nesse ano, foi demais.

E vamos terminando um ano que foi como uma montanha-russa, com subidas suaves e descidas em alta velocidade na mesma intensidade. Sem saber como é que vai ser a emoção da volta que 2021 vai nos proporcionar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como aceitar o convite de posts colaborativos no Instagram Como publicar posts colaborativos no Instagram Posts no Instagram no computador para todos A nova home do Blog Josivandro Avelar Novidade no Close Friends do Instagram