CONSIDERAÇÕES SOBRE A LINHA 201

A comunidade “A Integração é o Pipoco” reúne pelo menos de mil pessoas, ou melhor dizendo, exatamente 1818 membros, que em comum usam ou passam no Terminal de Integração do Varadouro. Como eu sou uma dessas pessoas que fazem uso da Integração, então entrei na comunidade.

Um dos tópicos dessa comunidade, criado por um desses 1818 membros, chama-se “Linhas de ônibus existentes que são estranhas”, aonde a pessoa cita aquela linha que acha, por alguma razão, estranha quando o assunto é o percurso, se a linha deveria existir, se a linha não é tão rápida assim e tal. Logo que lançaram a pergunta, não tive dúvidas e coloquei uma linha que é sinônimo de estranheza aqui no bairro do Rangel, que é ninguém menos que a linha 201-Ceasa, aquela que passa no Unipê e no Shopping Sul.

Abaixo, segue o artigo que escrevi para o tópico das linhas estranhas sobre a linha 201-Ceasa, e que decidi reproduzir aqui, para o blog:

201-Ceasa
Tudo nessa linha é estranho, desde o nome até o percurso.

Nome: Apesar de se chamar Ceasa, a linha NÃO passa no Ceasa! Ou seja, se você quiser ir mesmo para a Ceasa, que fica na rua Ranieri Mazzili (rua por onde o 201 não passa), pega 203, 209, 5206, 5210, enfim, menos 201. Ele dobra para a BR-230 antes do muro de trás da Empasa, mas passar mesmo no Ceasa, não passa não, de Ceasa só tem o nome.

Percurso “exclusivo”: Ela não passa no corredor da 2 de Fevereiro, tem um corredor exclusivo só para ela. Para quem não sabe, ao sair do Centro, o 201 vai por dentro de Jaguaribe, Rua da Mata, segue pela São Judas Tadeu e volta para a Rua da Mata até o Viaduto do Cristo. As outras 99% das linhas do Rangel seguem pela ladeira e 2 de Fevereiro.

Ponto Final: A linha já tem várias emendas de percurso, e o ponto final já mudou de lugar três vezes. Já foi no Cj. Inocoop (perto do Viaduto do Cristo), já foi dentro do Unipê e atualmente é ao lado do Shopping Sul, nos Bancários.

Essas foram as minhas considerações para a linha que mais acho estranha. Mas, realmente, devem haver outras linhas tão estranhas quanto a linha 201 nessa cidade. Mas ninguém melhor do que o público para falar melhor sobre elas.

Compartilhe este post