ANDANDO NA CHUVA

Hoje de manhã pude ver os problemas que uma chuva como a que caiu nesse período pode causar, principalmente em um bairro sem galerias, onde as calçadas ficam intransitáveis. As ruas que não possuem calçamento viram verdadeiros rios, com correnteza e tudo, daqueles em que você pode fazer um barquinho de papel e fazê-lo navegar movido pela correnteza. Mas pelo menos com margens. Sem contar que várias esquinas viraram verdadeiras lagoas.

Hoje, aliás, passei lá na praça do Rangel (ops, Praça da Amizade). Eu nem pude ir a inauguração, pois eu estava estudando e nesse dia choveu. Mas, pelo que ouvi falar, a inauguração foi bem movimentada. Agora que está pronta para ser usada, resta a mesma recomendação que fiz quando falei da entrega dos novos ônibus na Lagoa, que a população cuide muito bem do novo equipamento público do bairro, deixando tal como eu o vi hoje.

O único problema que enfrentei andando na chuva, além das poças d´água com direito a correnteza, foi com o guarda-chuva que usei, que é bem velhinho. Como deu chuva de vento, ele abria demais e já não guarda tanto a chuva assim. O resultado? Eu voltei para casa quase todo molhado e, a única conclusão que tive foi que aquele guarda-chuva e nada são a mesma coisa.

É o clima frio do inverno chegando… Aqui em João Pessoa o inverno é a estação mais chuvosa do ano. Volta e meia cai uma chuva toda madrugada ou início de manhã , e olhe que ainda estamos no outono.

Compartilhe este post