O QUE FOI 2015 NO BLOG?- BALANÇO ANUAL DO BLOG JOSIVANDRO AVELAR

Fechamos as artes e o mês de dezembro do blog. Não temos nada a fazer até lá, só comemorar o fim de um ano difícil e a chegada de um novo ano e a possibilidade de um recomeço. Enfrentamos toda sorte de crises, que afetaram nossa produtividade e que nos servirão como aprendizado para enfrentar as próximas que vierem. Talvez hoje tenhamos nosso melhor audiência: até 11:35 da manhã, tivemos 23 visualizações – isso passa dos 21 que tivemos só no dia 25 de dezembro, e ontem fechamos em 35. Este é o balanço anual do Blog Josivandro Avelar, atividade 2015. Um ano de crise. E de crises.

O balanço de 2015 do blog começa com a palavra mágica do ano: crise

E não foi só a econômica. As de ansiedade chegaram a prejudicar e muito o Blog Josivandro Avelar até hoje. Mas vamos por partes.

Primeiro, a mudança no domínio. Desde agosto, passamos a ser .com.br por conta justamente de ajuste financeiro. O reajuste do domínio .com iria quebrar as finanças da página, e por essa razão optamos por adquirir dentro de nossa hospedagem um novo domínio, por um preço um pouco menor do que a renovação do .com, de modo a concentrar toda a mecânica do blog nela. Isso nos permite um melhor controle de nossas contas, já que, como o blog é hospedado, nós pagamos e isso é um grande aprendizado para aprender a lidar com… Finanças! E essa foi a lição do nosso primeiro “ano fiscal”; o de que precisávamos adaptar as contas como as famílias fizeram e muito esse ano. E conseguimos chegar bem até aqui. O .com.br será nossa lembrança de que a crise nos pegou, mas que conseguimos sair dela com criatividade e renovando nossa identidade.

Segundo, os prejuízos da crise que vem da sua cabeça. Vários posts foram prejudicados pelo TOC, não temos como esconder. Esse prejuízo atingiu seis posts. Foi feito todo um controle por terapia, paradas técnicas, e isso influiu no resultado final deste balanço. A esperança é de que 2016 seja diferente e nada prejudique nossa produtividade. Estamos falando de um problema que afeta justamente isso, e a sorte é que estou lidando com um negócio que me pertence, e que eu mesmo me cobro. Ainda é raro encontrar empresas que lidem com isso, pois a maioria prefere afastar profissionais que, se não fossem pelo TOC, dariam o máximo de si pelo seu trabalho. Eu mesmo me cobro, já disse. A meta é evitar que os posts sejam prejudicados pelo problema, e isso começa a partir de agora.

O blog enfrentou ainda um problema técnico que perdurou do mês passado até sexta-feira; o do Publicize, que impedia as publicações do blog nas redes sociais como tradicionalmente é feito justamente porque este é um projeto que faço sozinho, e por isso mesmo sou redator, social media, tesoureiro, técnico, vários em um. O plugin responsável pelo Publicize havia dado problema e resolvemos de todas as formas no computador, mas nada dava certo e resolvi deixar passar. Ok, damos um jeito. Mas terminamos por um acaso  – ou providência divina – resolvendo o problema mexendo onde não conseguia mexer via computador usando o celular, e assim conseguindo restabelecer a conexão. O problema ainda havia afetado a contagem de visualizações no WordPress; como o problema foi no Jetpack, o plugin foi desconectado e conectado, de modo que a contagem de visualizações foi resetada, perdendo-se as informações das visualizações anteriores. Por conta disso, a contagem de visualizações começou a contar do dia em que o plugin foi reconectado; 18 de novembro. De lá para cá as visualizações do blog chegaram, até 11:35, à 1889 visualizações.

E os números do blog em 2015?

Enfrentamos problemas e sabemos como isso afetou a produtividade do blog. Mas conseguimos fechar este mês de dezembro com 126 posts, sendo o mais produtivo da história do blog, superando o mês de dezembro do ano passado, com colaboração de todo um calendário que há em cima desse mês; calendários, artes de aniversário do blog, retrospectiva, balanço, Natal e Ano Novo.

Sabe como a produtividade do blog foi afetada pelo binômio TOC + crise? Em alguns dias não conseguia produzir praticamente nada, mas em outros eu estava inspirado. O resultado disso foram os 336 posts que levamos ao ar em 2015 (335 com este mais o próximo que será o último do ano). No ano passado levamos 507 posts ao ar. Isso significa que levamos ao ar este ano 171 posts a menos que no ano passado. Isso também significa aprendizado com as crises e a lição de que elas não podem afetar a produtividade do blog.

Lembra do problema com a contagem? No Mídia Kit do Blog Josivandro Avelar há um print com os dados de 18 de agosto até 16 de setembro. Vamos somar aqueles 15.116 do print com os 1.889 da nova contagem. Dá 17.005 visualizações. Se contarmos esse intervalo de setembro a novembro, provavelmente a atual fase WordPress desde seu início, de agosto do ano passado, até aqui, tenha girado nas 20 mil visualizações. Em dezembro de 2014 recebemos cerca de 5000 visitas. Se por um lado a produtividade do blog foi afetada pelo TOC e outras crises, por outro o público não nos abandonou e nossas visitas foram multiplicadas por quatro. Quero agradecer muito, muito mesmo pela força.

E as artes? Foram 75 calendários de 2016, um recorde absoluto que será logicamente quebrado no final do ano que começa amanhã, quando queremos chegar a 100 calendários. As All types de sempre também tiveram uma queda considerável devido novamente às crises de ansiedade, mas conseguimos produzir 268 all types. A queda foi de 98 artes, mas faremos o possível não só para anular a queda, mas superar o número de 2014, que foi de 366 artes.

Fotoartes foram poucas, a maioria produzida para o Portal Ônibus Paraibanos como edição de créditos de imagens, no momento em que o blog assumiu interinamente a editoria do portal em março. Foram no total 100 fotoartes, sendo 67 criadas no computador e 33 no celular. É uma queda de 64 fotoartes, e apesar disso, temos uma notícia animadora: foram criadas 67 fotoartes no computador, cinco a mais do que em 2014. Apesar disso, houve queda nas fotoartes móveis, de todas a mais assustadora e que nos faz ligar o sinal de alerta para a questão do binômio ansiedade + produtividade: 169 fotoartes móveis a menos!!!

Este ano foram criados apenas três mosaicos. Não é nada perto dos 27 que foram criados ano passado. Uma queda de 24 artes. Outro motivo para ligar o sinal de alerta para 2016.

Em números finais, foram produzidas 371 artes, uma queda de quase 50% na produtividade em relação à 2014. Foram 286 artes a menos que no ano passado, quando foram criadas 657 artes. Isso preocupa muito e nos faz repensar nossas estratégias para poder superar não só esse número, mas os problemas.

Superar a crise e as crises

Como você pôde ver neste post, as notícias de 2015 definitivamente não foram animadoras, mas seguramos as pontas e conseguimos chegar até aqui. Queremos renovar nossas parcerias e criar novas estratégias para superar os números de 2014, uma vez que na maioria dos casos, em 2015 não conseguimos. Muitas turbulências aconteceram e o mais importante é que pousamos em segurança prontos para um novo voo em 2016. E que esperamos que seja tranquilo, já que pelo visto, em céu de brigadeiro não será.

Esperamos que 2016 seja muito melhor e muito diferente. Estamos prontos para outra e para o que der e vier. Nosso objetivo a partir de agora é derrotar qualquer crise, seja financeira, seja de ansiedade.

Por mais que a vida queira, nada poderá desanimar. E em 2016 não desanimaremos.

A você que não nos abandonou neste ano difícil, muito obrigado. Estaremos juntos em 2016.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *