…E ASSIM FICOU A LAGOA

Há quase oito anos mantendo um blog, aprendi muito sobre como contar história para seus filhos, netos, e sobrinhos, ainda mais agora na semana em que ganhei mais um sobrinho. Só que no meu caso, é contar e documentar essas histórias para eles.

2016-06-12 13.23.01

E assim, neste dia 12 de junho de 2016, pude registrar a maior cobertura fotográfica da história do Blog Josivandro Avelar: 403 imagens da reforma do Parque Solon de Lucena, a Lagoa, no Centro de João Pessoa. Nem todas vão pro ar, logicamente, mas fica registrada a maior cobertura já feita nesses quase oito anos de blog.

2016-06-12 14.04.05

Para quem passou a vida toda acostumado com a velha Lagoa, teve que ver o dia que isso iria se tornar a realidade que sonhava. Para o que se considera um ponto turístico, era inconcebível que ela continuasse a ser o girador tamanho família que sempre foi durante quase 36 anos. Não faltou vontade nesse tempo todo para fechar o anel interno. Mas é necessário se acostumar que nem sempre o fator automóvel é determinante para a segurança de um lugar, muito pelo contrário, é preciso racionalizar os espaços dos automóveis e das pessoas, e mais do que isso, pensar em pontos de convivência antes ausentes na cidade. Não pensar em cidades feitas só para carros, e sim, que eles não podem estar em todos os lugares nem tomar o espaço de lugares de convivência tão em falta. Uma prova da própria irracionalidade da convivência dos carros com as pessoas está bem perto de mim, no meu próprio bairro, mas isso é assunto para outros posts.

2016-06-12 14.05.57

E era necessário ver para crer. Em 23 de janeiro, o Blog Josivandro Avelar documentou o fechamento do anel interno da Lagoa, que se deu exatamente às 14:27 daquele dia. O último veículo a passar no anel interno da Lagoa foi um ônibus da Unitrans de numeração 0722. Coincidentemente voltei para casa justamente num carro 0722, porém aquele veículo substituiu o antigo.

Registrei a adaptação das pessoas às novas paradas de ônibus, substituindo de vez um velho esquema que ficou na memória de muitos. E onde hoje se servirá para esperar o tempo passar e nada mais, além de ser um ponto de convivência e um pouco de paz no meio do que está se tornando uma selva de pedra, porque assim deixaram virar.

2016-06-12 14.22.56

As pessoas que falam uma coisa ou outra são assim mesmo, cabeças-duras, dificilmente se adaptam à mudanças, e quando se é preciso adaptar, demoram mas conseguem. E muitas vezes é necessário falar uma coisa ou outra, mas desde que dentro de um contexto geral e nunca seletivo.

2016-06-12 14.35.07

Registrei uma Lagoa lotada, como realmente deveria ter sido desde sua concepção nos distantes anos 1920: um parque. Famílias, casais de namorados – afinal era o dia deles – e pessoas que foram lá, como eu, na curiosidade de saber como ficou. Já imaginando que ficaria um pouco aquém do que se esperava.

2016-06-12 14.45.48

E na cobertura fotográfica fiz o seguinte: além das próprias imagens, fiz questão de priorizar a memória do lugar. Mas como assim? Antes de ir para lá, visitei as fotos já feitas na Lagoa nesses últimos sete anos de blog até aquela cobertura da Lagoa. A ideia é trazer um antes e depois dos lugares que já foram vistos aqui antes para mostrar as mudanças.

Como um sonho de vê-las mais perto. Tudo devidamente documentado numa tarde de domingo para se curtir quando se está solteiro num dia 12 de junho.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *