A VOLTA DA QUEIMA DE FOGOS

Passei dois anos praticamente sem mostrar as queimas de fogos da vizinhança aqui do Rangel. Até que finalmente alguém deve ter tomado a iniciativa de promover uma queima de fogos decente.

E que deve ter partido de um supermercado à duas quadras de casa. O ângulo das imagens é diferente dos anos anteriores – diferente até do post 2015-2016, que nem queria considerar nessa conta, é só ver esse post aí e entender porquê.

Do redor de casa, houve fogos de artificio em vários pontos diferentes do bairro. Mas só deu pra fotografar em específico essa queima de fogos aí. A qualidade das fotos não tá lá essas coisas todas – e o celular também não tá colaborando, mas eu prometo que no final do ano isso tá resolvido.

Com vocês, a queima de fogos da vizinhança, depois de dois anos sem conseguir mostrar direito, ou nem mostrar. Porque no ano dos 10 anos do Blog Josivandro Avelar, você não poderia ficar sem essa. Agora em formato de galeria pra ficar mais organizado.

A tradição sobrevive à crise. E se teve queima de fogos decente, acho que agora sim podemos começar o ano no melhor estilo, ainda mais o ano em que estamos completando 10 anos.

UM TABU QUE CAI: RECAPEARAM A SÃO JUDAS TADEU

Sim, estou aqui para noticiar a queda de um tabu histórico do Rangel que gerou o nosso primeiro risquinho da Lista de Desejos (sim, não esqueci dela). E esse tabu era um dos mais emblemáticos.

Eis o risquinho vermelho aqui embaixo, era da primeira lista, publicada há exatamente um ano atrás:

O asfalto da São Judas Tadeu era de 1980 a.C. e nunca havia passado por um recapeamento asfáltico na vida. Isso até ontem. A via recebeu recapeamento asfáltico pela primeira vez em milênios hoje, guardem esse dia: 29 de agosto de 2017.

O tempo passou, outras duas linhas de ônibus foram adicionadas à via, e a São Judas estava com o mesmo asfalto de sempre. O tabu caiu hoje com o recapeamento da via. Toda ela – e não é para menos – terá uma nova camada de asfalto, digna de uma rua onde passam três linhas de ônibus.

Falta só as outras para o risquinho ficar completo, mas só de ver esse tabu caindo já dá esperança. Que isso sirva de inspiração para os outros tabus a serem quebrados e que estão expressos nas três listas de desejos.

O Blog Josivandro Avelar segue acompanhando a Lista de Desejos e tem certeza que os outros que estavam nas três listas serão realizados em sua maioria. Porque uma parte já começou a ser.

NÓS BEM QUE TENTAMOS, MAS…

…O que deu foi isso e bem pouco. E só posto porque mesmo que o resultado não seja primoroso, e isso está longe de ser, é um hábito de 1º de janeiro.

Então o que eu vou fazer? Zoar. Porque é zoando de seus próprios erros que você de certo modo reconheça. Então o que temos é isso… O máximo que consegui das queimas de fogos.

Quando podia conseguir melhor, embacei.

Já que embaçou, teve foto que saiu atrasada em relação aos fogos.

Quantas vezes forem necessárias, tentarei todos os anos. Espero fazer melhor e levar como lição para que ao longo desse ano possa aprender com os erros.

E isso é muito importante. Mais até do que a cobertura da queima de fogos que não deu certo.

…E ASSIM FICOU A LAGOA, SEM LEMBRAR NADA DO PASSADO

A Lagoa do Parque Solon de Lucena já foi cenário de várias imagens que vocês já devem ter visto aqui nesses últimos sete anos e meio de Blog Josivandro Avelar.

Hoje, queremos mostrar o resultado de uma maneira diferente, comparando com imagens já publicadas no Blog Josivandro Avelar. Vou começar com algumas fotos e ainda essa semana farei outros comparativos com as imagens antigas.

Vamos começar com imagens bem antigas, dos tempos que passava lá todo dia quando estudava, e com uma câmera bem fuleira.

a-20ilha-20da-20Lagoa_thumb-5B10-5D2016-06-12 15.30.18

Essa aqui era a memorável “ilha” que existia na Lagoa há uns 4, 5 anos. Como a Lagoa foi drenada, ela já não mais existia também tempo antes da reforma.

a-20ilha-20da-20Lagoa-20em-20detalhes_thumb-5B37-5D

alagamento-20na-20lagoa_thumb-5B12-5D2016-06-12 15.30.21

Outro ponto que também mudou e eu também fiz uma foto praticamente no mesmo ângulo…

lagoa-252520em-252520dia-252520de-252520chuva-2525202_thumb-25255B3-25255D2016-06-12 15.33.27

E para lembrar de vez do passado, essa era a Lagoa num dia chuvoso. Disse bem, era.

lagoa-252520em-252520dia-252520de-252520chuva-2525201_thumb-25255B34-25255D2016-06-12 16.12.00Onde antes existia a calçada, hoje é grama e ciclovia. Onde antes existia asfalto há calçada. E a minha foto do perfil reproduz exatamente isso; a transformação. A anterior mostrava o asfalto, hoje, os intertravados.

Outras fotos e fatos, também comparando com as velhas fotos do acervo, mostrarei ainda essa semana no Blog Josivandro Avelar. Aproveitando o acervo ao máximo.

…E ASSIM FICOU A LAGOA

Há quase oito anos mantendo um blog, aprendi muito sobre como contar história para seus filhos, netos, e sobrinhos, ainda mais agora na semana em que ganhei mais um sobrinho. Só que no meu caso, é contar e documentar essas histórias para eles.

2016-06-12 13.23.01

E assim, neste dia 12 de junho de 2016, pude registrar a maior cobertura fotográfica da história do Blog Josivandro Avelar: 403 imagens da reforma do Parque Solon de Lucena, a Lagoa, no Centro de João Pessoa. Nem todas vão pro ar, logicamente, mas fica registrada a maior cobertura já feita nesses quase oito anos de blog.

2016-06-12 14.04.05

Para quem passou a vida toda acostumado com a velha Lagoa, teve que ver o dia que isso iria se tornar a realidade que sonhava. Para o que se considera um ponto turístico, era inconcebível que ela continuasse a ser o girador tamanho família que sempre foi durante quase 36 anos. Não faltou vontade nesse tempo todo para fechar o anel interno. Mas é necessário se acostumar que nem sempre o fator automóvel é determinante para a segurança de um lugar, muito pelo contrário, é preciso racionalizar os espaços dos automóveis e das pessoas, e mais do que isso, pensar em pontos de convivência antes ausentes na cidade. Não pensar em cidades feitas só para carros, e sim, que eles não podem estar em todos os lugares nem tomar o espaço de lugares de convivência tão em falta. Uma prova da própria irracionalidade da convivência dos carros com as pessoas está bem perto de mim, no meu próprio bairro, mas isso é assunto para outros posts.

2016-06-12 14.05.57

E era necessário ver para crer. Em 23 de janeiro, o Blog Josivandro Avelar documentou o fechamento do anel interno da Lagoa, que se deu exatamente às 14:27 daquele dia. O último veículo a passar no anel interno da Lagoa foi um ônibus da Unitrans de numeração 0722. Coincidentemente voltei para casa justamente num carro 0722, porém aquele veículo substituiu o antigo.

Registrei a adaptação das pessoas às novas paradas de ônibus, substituindo de vez um velho esquema que ficou na memória de muitos. E onde hoje se servirá para esperar o tempo passar e nada mais, além de ser um ponto de convivência e um pouco de paz no meio do que está se tornando uma selva de pedra, porque assim deixaram virar.

2016-06-12 14.22.56

As pessoas que falam uma coisa ou outra são assim mesmo, cabeças-duras, dificilmente se adaptam à mudanças, e quando se é preciso adaptar, demoram mas conseguem. E muitas vezes é necessário falar uma coisa ou outra, mas desde que dentro de um contexto geral e nunca seletivo.

2016-06-12 14.35.07

Registrei uma Lagoa lotada, como realmente deveria ter sido desde sua concepção nos distantes anos 1920: um parque. Famílias, casais de namorados – afinal era o dia deles – e pessoas que foram lá, como eu, na curiosidade de saber como ficou. Já imaginando que ficaria um pouco aquém do que se esperava.

2016-06-12 14.45.48

E na cobertura fotográfica fiz o seguinte: além das próprias imagens, fiz questão de priorizar a memória do lugar. Mas como assim? Antes de ir para lá, visitei as fotos já feitas na Lagoa nesses últimos sete anos de blog até aquela cobertura da Lagoa. A ideia é trazer um antes e depois dos lugares que já foram vistos aqui antes para mostrar as mudanças.

Como um sonho de vê-las mais perto. Tudo devidamente documentado numa tarde de domingo para se curtir quando se está solteiro num dia 12 de junho.

O CANO ESTÁ RESOLVIDO

Durante as postagens triviais deste blog, fui surpreendido ontem com o estouro de uma tubulação da Cagepa próximo de casa. Era água rolando para todo lado e o bairro ficou a madrugada inteira sem água. Até agora, porque o cano está resolvido.

Na imagem acima você está vendo que o problema que começou ontem foi resolvido, e a água começa a voltar para as torneiras. Uma equipe da Cagepa foi trocar mais um cano dos anos 1960, daqueles de concreto, Brasilit, sei lá, por um de fibra.

O problema todo desses canos é esse. Feitos de um material que se desgasta muito fácil e racha, a tubulação é de 1969 – imagine as do Centro da cidade que são mais antigas que isso. Aí o tempo passa, os canos racham, ao longo dos tempos toda a tubulação vai sendo trocada por esses canos mais resistentes. Como isso acontece, obviamente, só se um cano velho rachar. E pelo visto já trocaram o da Rafael Mororó toda, lá os canos estouram uma vez por ano.

O que se relata é que o estrondo do estouro do cano foi grande o suficiente para os moradores da frente do cano acreditarem que o muro da casa estava caindo – havia um muro escorado exatamente em frente do local do buraco, o qual estava em reforma -, e por pouco não deu prejuízo para um carro que se encontrava passando lá. Tinha citado um Celta que saiu de lá empurrado. Pois o carro quase afundou ali.

O episódio do cano estourado de ontem à noite.

A partir de agora, já podemos voltar a abrir as torneiras ou ao menos tomar um banho de chuveiro. Até o próximo cano de cimento que houver nesse bairro estourar, pois ainda há muitos por baixo dessas ruas, prontos para se racharem.

DESTAQUES DA MADRUGADA- ESPECIAL BANHO DE CUIA

Estou desconcertado depois da situação de agora há pouco. Estava caminhando para as coisas saírem normais neste blog até que estourou um cano aqui próximo. Já vi que hoje vou tomar banho de cuia quando terminar este post e quando ele estiver no ar.

Nem todas as imagens foram ao ar durante a emergência que foi para colocar no ar o post do banho de cuia, ops, do cano estourado. Isso já tá marcado na minha cabeça.

2016-05-06-21.58.25.jpg.jpg

O próximo post que iria ao ar seria das justificativas dos motivos pelos quais a série de folhas coloridas da cor azul entrou no ar só hoje. Eu vou tentar me reorganizar para amanhã explicar isso melhor. E ainda vai entrar na pauta, logicamente, o conserto da tubulação, pois vou dizer a que horas chegou água amanhã.

Até o fechamento deste post, a Cagepa ainda não deu início ao conserto do cano, só desligou a água do bairro todo, aliás, não é novidade nenhuma Rangel e Cristo ficarem sem água, visto a quantidade de canos que estouram aqui. É só mais uma fissura na Rafael Mororó, a colcha de retalhos do bairro.

2016-05-06-21.58.31.jpg.jpg

As imagens deste post foram feitas entre 21:58 e 22:00. Acredito que até este momento não esteja todo esse aguaceiro lá fora.

Só sei que quando sair daqui, estarei eu tomando banho de cuia. Já deveria me acostumar com isso. Fora que nunca pensei que o Plantão Josivandro Avelar fosse acionado tão cedo.

Fora que o celular Velho Guerreiro deu conta do recado. Serve pra isso mesmo. E volto a dizer, deu um verdadeiro banho de cobertura, que não é de cuia.

Logo mais estou de volta para dizer se a água chegou ou não. Até lá, estarei dormindo depois de ter tomado um banho de cuia.

E é isso. Boa noite e espero amanhã poder finalmente tomar um banho de chuveiro.

FEVEREIRO, PRORROGADO 24 HORAS

O post “O dia mais original do calendário” era o único post da história do Blog Josivandro Avelar escrito num dia 29 de fevereiro. Até hoje.

Se você nasceu hoje, comemore, comemore muito. Afinal um dia assim só em 2016. É ano de Olimpíada no Rio de Janeiro.

4 anos depois, estamos em 29 de fevereiro de 2016. É ano de Olimpíada no Rio de Janeiro mesmo. O evento acontece de 5 a 21 de agosto. A tocha olímpica vai passar na capital de seu estado, independente de que lugar do Brasil você leia este post. E em outras cidades também.

Como disse naquele post do último dia 29 de fevereiro, o ano que eu nasci era bissexto. E por coincidência, vou fazer 28 anos em um sábado. O dia em que eu nasci era um sábado.

Um ano bissexto se compõe das seis horas que restam de cada translação – o movimento em que a Terra gira em torno do Sol – que dura 365 dias e 6 horas. Que expliquei naquela ocasião assim:

Essas seis horas a mais de cada translação (já que um ano completo dura 365 dias) são acrescentadas a cada quatro anos. Quando for completada a quarta translação, temos 24 horas que restaram dessas seis acima. Daí temos um ano bissexto, quando o ano dura 366 dias, e esse dia a mais é hoje, 29 de Fevereiro (já que Fevereiro é o mês com o menor número de dias no ano).

Como disse naquele post do último dia 29 de fevereiro, estamos acumulando as seis horas de cada ano desde 2012. Já vivemos seis horas das restantes da translação de 2012, de 6 ao meio-dia, as horas restantes da translação de 2013, e agora escrevi este post nas seis horas restantes da translação de 2014. Este post foi ao ar nas horas restantes de 2015, e as de 2016 serão pagas no próximo ano bissexto.

Que só será em 2020. Ano de Olimpíada em Tóquio.

COMO ANDAM AS PARADAS DA LAGOA?

No último dia 23, o Blog Josivandro Avelar documentou o fim do anel interno da Lagoa e a inauguração das novas paradas do anel externo. Acreditamos que você que passou por lá tenha enfrentado alguns problemas e aos poucos está se acostumando, afinal, a mudança é definitiva. Hoje passamos por lá novamente para ver como as coisas andam. E ah, em dia útil, hein?

Nos primeiros dias, como em qualquer processo de adaptação, ocorreram alguns problemas, os quais, sinceramente, já eram esperados. Não se faz uma mudança ousada como essa sem que situações previstas aconteçam, desde as dúvidas dos passageiros até o costume dos motoristas de veículos particulares de ainda usar a Lagoa como acesso mesmo que não precisem passar por lá, causando engarrafamentos em certos horários. Tem certas coisas que só se consegue ter uma noção na prática. Mas aos poucos as coisas vão se ajustando.

2016-02-02 12.56.28
A Prefeitura instalou grades onde haviam correntes.

E é justamente por isso que ajustes foram feitos de 10 dias para cá. Além disso, passei pelas paradas hoje, terça-feira, dia útil, de movimento. Como era de se esperar, encontrei um engarrafamento na Getúlio Vargas, afinal ainda tinha motorista de carro que insistia em passar no anel externo da Lagoa. Dica: só passe no anel externo da Lagoa de carro se você realmente for fazer algo lá ou nas proximidades. Caso contrário, procure alternativas.

As paradas foram adequadas conforme algumas das reclamações mais feitas pelos passageiros, como sinalização, por exemplo.
As paradas foram adequadas conforme algumas das reclamações mais feitas pelos passageiros, como sinalização, por exemplo.
2016-02-02 12.56.12
As grades substituem as correntes e adequam o fluxo dos pedestres, impedindo que atravessem o corredor fora da faixa.

Nos primeiros dias, foi frequente ver pessoas caminhando nos canteiros (destacamos esta palavra para deixar claro que aquilo que divide o corredor dos ônibus da pista dos carros não são calçadas, são canteiros). Hoje, ao voltar de lá, não vi tantas pessoas assim – era por volta de umas 9, 10 da manhã. Só 3 ou 4, mas ainda gente que insistia em passar por lá pela força do hábito, mas sabendo que lá já não há calçada.

O problema desse lado vai aos poucos sendo solucionado. Cabe lembrar que do outro lado da rua há calçada, portanto se você não vai para alguma parada da Lagoa, por favor, utilize as calçadas do outro lado da rua.

Por outro lado, das paradas até o final, os canteiros foram gradeados. Provisoriamente, mas gradeados até que a Prefeitura arrume cercas definitivas. Por enquanto, estão sendo usadas grades dessas de cercar multidão em show musical. Elas surtiram efeito: ninguém foi visto – pelo menos por mim quando lá estava passando – caminhando por essas calçadas gradeadas. Menos mal.

Quanto a questão do semáforo, os que ficam no início da Miguel Couto foram ajustados: um para os ônibus, outro para os carros, simples. Quando um abrir, o outro fecha, nada mais. Mais um ajuste realizado.

A estrutura das paradas foi bem ajustada. Houve quem reclamasse das correntes e tá aí, elas foram substituídas por grades.

2016-02-02 12.58.23
As plataformas ganharam grades e corrimões, além das rampas serem pintadas de azul para sinalização de acessibilidade.

Corrimões foram instalados nas rampas para facilitar a acessibilidade, além das rampas serem pintadas de azul com o Símbolo Internacional de Acessibilidade.

Além das grades e corrimões, semáforos foram instalados. Só não foram ligados ainda.
Além das grades e corrimões, semáforos foram instalados. Só não foram ligados ainda.

A Semob ainda instalou alguns semáforos que ainda não foram ligados: um que fica próximo a primeira faixa de pedestre, e que está voltado para o cruzamento da faixa de carros com a Av. Des. Souto Maior; certamente não será de botão e sim um semáforo de cruzamento, uma vez que o mencionado cruzamento é movimentado.

Os outros dois semáforos estão instalados na entrada e saída das plataformas, O da entrada é para todos os ônibus, e os da saída, apenas para a plataforma direita – a saída da plataforma esquerda é um pouco mais para a frente.

Agora uma coisa que chamou a atenção foi a sinalização das linhas em cada parada; além de resolver o problema, a Semob ainda aproveitou o espaço das placas de propaganda para, além de incluir a relação das linhas de cada parada, inserir mapas com os itinerários das linhas que param nelas, além da localização dos pontos finais. Para quem mora fora de João Pessoa, isso é uma mão na roda e tanto.

2016-02-02 12.57.19
As paradas finalmente receberam placas com as linhas onde cada uma pára…
2016-02-02 12.57.22
…Mas a Semob foi além e colocou ao lado mapas com os trajetos delas.
2016-02-02 12.59.49
Nunca tínhamos visto algo parecido. Para quem mora fora da cidade, isso é uma mão na roda.

Ainda há equipes da Semob e a galera do “Posso ajudar?” à disposição para ajudar os passageiros.

E quanto ao anel interno da Lagoa? Agora sim ficou no passado. O asfalto e os antigos abrigos de ônibus já foram removidos. A área já está toda cercada. Em poucos meses, aquilo tudo dará lugar a calçadas, arborização, bancos, etc.

2016-02-02 12.55.54
Fomos ver o funcionamento das paradas em um dia útil. Fotos feitas entre 12:55 e 13 horas do dia 2 de fevereiro de 2015.
2016-02-02 13.00.22
Posto da Guarda Municipal ao final da plataforma. Ao fundo é possível ver algumas grades que estão sendo usadas para impedir que passageiros usem o canteiro como calçada.

É como a reforma de uma casa; você vai se sentir incomodado com poeira, materiais de construção, buracos e outras coisas enquanto está fazendo seus afazeres. Com uma cidade, é a mesma coisa. Veja essa intervenção na Lagoa e a intervenção na entrada aqui do Cristo – a do Viaduto do Geisel. Obras geram transtornos, mas elas acabam, e quando acabam, os resultados vêm em benefício de todos. Portanto, dois pedidos do blog: adaptação e paciência. Adaptação porque as mudanças são definitivas, e paciência, porque obras complexas não terminam de uma hora para outra.

Seguimos acompanhando as mudanças que acontecem ao nosso redor. Para nos acostumar que elas fazem parte da vida.

14:27- A PRÓXIMA PARADA

Agora que deixei para trás as velhas paradas, vamos ver como ficaram as novas. O negócio é se acostumar com as novas paradas da Lagoa. E como em toda primeira vez, teve os momentos de adaptação, e porque não, as trapalhadas de sempre.

2016-01-23 14.43.28
Saída do corredor da Lagoa.
2016-01-23 14.43.36
Ônibus do Bairro São José indo para a Integração. Esse foi o primeiro ônibus da Marcos da Silva a entrar no novo corredor.

O novo corredor consiste numa pista de 2 faixas, que ao chegar em frente ao Centro Comercial de Passagem, se bifurca e em cada pista, estão duas paradas, totalizando quatro. Queríamos dizer aqui que eram cinco, mas hoje a Semob desativou uma dessas paradas. Em se tratando de processo de adaptação, até o texto que imaginava escrever eu tenho que alterar.

2016-01-23 14.44.18
Não tem mais calçada nesse trecho, mas o pessoal ainda se arriscava a andar ali.
2016-01-23 14.45.09
E aqui então?

A primeira dificuldade era óbvia. Dei umas equilibradas nos canteiros no melhor estilo andando na corda bamba, afinal a princípio ninguém poderia mais andar naquele trecho, mas sabe como é: o pessoal quer passar. No primeiro dia foi desse jeito, nesta segunda-feira já foram utilizados uns 100 cones para separar faixa de pedestres de faixa de ônibus.

2016-01-23 14.45.34
Primeiro panorama que tive das novas paradas da Lagoa.
2016-01-23 14.45.59
Ônibus da Rua do Rio preparando-se para sair do corredor da Lagoa.

O que encontramos lá foram as quatro novas paradas. Nenhuma sinalizada com as linhas dos ônibus. Essa é uma providência que a Semob ainda vai tomar, agora tem uma coisa: quando instalarem as placas com o nome das linhas, mantenham visíveis. Não risquem, não vandalizem, pois não adianta pedir uma placa com nome de linhas se as pessoas também não ajudam a conservar. Bom senso vale para todos os lados.

2016-01-23 14.47.16
Agente da Semob orienta motorista da linha 511-Tambaú.
2016-01-23 15.02.58
Na falta de semáforo de botão, os agentes da Semob param os ônibus para o pessoal atravessar.
2016-01-23 15.03.20
Ônibus da linha 303-Mangabeira prestes a parar na parada nova.
2016-01-23 15.03.28
Chegando ônibus da linha 5110 para embarque na nova parada.
2016-01-23 15.05.39
Carro da linha 3510 no novo corredor.

As paradas eram isoladas por correntes. No primeiro dia, por dois lances de correntes. Já nesta segunda-feira o que separava corredor de carro e de ônibus eram grades. As correntes continuaram no lance do meio da bifurcação.

Os agentes da Semob e a galera do “Posso ajudar?” – operadores das empresas de ônibus que trabalham na orientação dos passageiros – distribuíram panfletos com o mapa das novas paradas. Panfletos esses que hoje não valem de muita coisa se levarmos em consideração que o esquema das paradas já mudou hoje.

2016-01-23 15.12.17
Ônibus da linha 604 no novo corredor.
2016-01-23 15.27.29
Os ônibus intermunicipais do Conde, de Alhandra e de Cabedelo tem que passar por fora do corredor. A parada desses ônibus continua no mesmo lugar onde era.
2016-01-23 15.31.29
Mais um ônibus chegando para embarque e desembarque de passageiros na nova parada.

Na questão de sinalização de faixa de pedestres, talvez não custe nada instalar o famoso semáforo botão lá. Senti falta disso. Também há a questão das próprias faixas, entre elas a faixa esquerda, das paradas ímpares. Motoristas e passageiros eram unânimes em reclamar daquela faixa.

2016-01-23 15.58.04
Ônibus da linha do Cabo Branco seguindo pelo corredor de ônibus.
2016-01-23 15.58.44
Panorama das paradas da Lagoa.

No mais, agora é para sempre, uma vez que o anel interno agora é só história. A organização das paradas ficou assim – vamos usar aqui o esquema que foi alterado na segunda-feira.

Parada 1 (Primeira da pista esquerda)

2016-01-23 16.16.08
Parada 1 da Lagoa.

003-Jaguaribe
201-Ceasa
202-Geisel
203-Mangabeira/Rangel*
204-Cristo
207-Penha/Mangabeira**
208-Cristo/Vale das Palmeiras
301-Mangabeira/Pedro II
302-Cidade Verde/Pedro II
303-Mangabeira/Pedro II
2303-Mangabeira/Rangel-Pedro II
2307-Penha/Rangel-Pedro II
2509-Cidade Verde/Rangel-Epitácio
3203-Mangabeira/Pedro II-Rangel
3207-Penha/Pedro II-Rangel
3507-Cidade Verde/Pedro II-Epitácio
5204-Cristo/Manaíra Shopping
5206-Mangabeira/Epitácio-Cristo
5209-Cidade Verde/Epitácio-Rangel
5210-Mangabeira/Epitácio-Cristo
5307-Cidade Verde/Epitácio-Pedro II

*Bacurau – só circula entre zero hora e 4 da manhã
**Domingos e feriados

Parada 2 (Última da pista direita)

2016-01-23 14.46.43
Parada 2 da Lagoa. Finge que esse ônibus do Colinas do Sul é do Roger, porque mudou tudo.

A002-Alto Roger
002-Baixo Roger
304-Castelo Branco/Pedro II
401-Altiplano
402-Torre/Tambauzinho
507-Cabo Branco
508-Cabo Branco/Penha
509-João Agripino/Bairro São José
510-Tambaú/Praia
511-Tambaú/Ruy Carneiro
512-Bairro São José/João Agripino
513-Tambaú/Bessa
517-Castelo Branco/Epitácio
521-Val Paraíso/Ruy Carneiro
600-Bessa/Shopping
601-Bessa/Shopping
603-Bessa/Shopping
3510-Bancários/Pedro II-Epitácio
5310-Bancários/Epitácio-Pedro II

Parada 3 (Última da pista esquerda)

2016-01-23 16.15.53
Parada 3 da Lagoa.

A101-João Paulo II
101-Grotão
102-Esplanada/Costa e Silva
118-Paratibe
1519-Valentina/Cruz das Armas-Epitácio
2300-Circular
3200-Circular
5110-Circular
5120-Valentina/Epitácio-Cruz das Armas
7118-Muçu Magro/Acesso Oeste
7120-Parque do Sol/Acesso Oeste

Parada 4 (Primeira da pista direita)

2016-01-23 14.46.39
Parada 4 da Lagoa.

103-Gramame/Engenho Velho
104-Bairro das Indústrias
105-Cidade dos Funcionários
106-Geisel/Cruz das Armas
107-José Américo
108-Alto do Mateus
109-Rua do Rio
110-Jardim Planalto
115-Distrito Industrial
116-Colinas do Sul
502-Geisel/Epitácio
503-13 de Maio/Padre Zé
504-Mandacaru
505-Bairro dos Ipês
506-Bairro dos Estados
516-Bairro dos Estados/Via Asper
602-Mandacaru/Ilha do Bispo
604-Bairro dos Ipês/Ayrton Senna
701-Alto do Mateus/Acesso Oeste
1001-Bairro das Indústrias/Via Shopping
2501-Colinas do Sul-Cehap II/Rangel-Epitácio
5100-Circular
5201-Colinas do Sul-Cehap II/Epitácio-Rangel

Já que a gente tinha ido para a Lagoa para contar história, aqui fica mais um registro histórico: a parada 5, que ficava antes das demais. Além do fotógrafo da Prefeitura e das câmeras da imprensa, essas são as únicas fotos que temos e teremos dessa parada. Agora são uma relíquia moderna. E andamos na corda bamba para poder tirar essas fotos, hein?

2016-01-23 15.53.32
Essa era a parada 5 da Lagoa. Já não existe mais.
2016-01-23 15.55.23
O outro ângulo da parada que não existe mais.
2016-01-23 15.55.55
Ônibus do Alto Roger na parada que não existe mais. Agora as linhas dessa parada passam a parar na parada 2.

Agora a Semob deve fazer os ajustes necessários para que o negócio flua, pois não há mais volta. E aqui ficam os registros do que foi a inauguração desse corredor. Próximo passo vai ser como ficou a Lagoa. Mas isso é lá pro final do primeiro semestre.

2016-01-23 16.15.00
Embarques e desembarques nas novas paradas da Lagoa.
2016-01-23 16.15.58
Ônibus do Bairro das Indústrias no novo corredor da Lagoa.
2016-01-23 16.21.09
Um Ceasão para nosso acervo.
2016-01-23 16.22.43
Passageiros embarcando no ônibus da linha 5110.
2016-01-23 16.24.08
Panorama das paradas 1 e 2 do novo corredor da Lagoa.
2016-01-23 16.26.22
Ônibus da linha do Bairro dos Ipês se preparando para deixar o corredor da Lagoa rumo ao Terminal de Integração do Varadouro.

Esperamos fazer ainda coberturas muito melhores do que essa foi em termos de repercussão e registros históricos, afinal, vimos ao vivo e documentamos o fim do anel interno da Lagoa. Foi a maior cobertura já realizada nesses sete anos de blog, com 325 imagens tiradas do celular velho guerreiro. Sim, o Galaxy Y sem chip foi comigo nessa.

Esta cobertura ainda vai render, afinal ficaram ainda várias imagens para serem empregadas como ilustrações para posts futuros sobre mobilidade, formando um importante acervo do qual o blog até então carecia.

Esperamos novas coberturas como essa. O importante é que documentamos a história da cidade através delas.