Domingo é dia de…

…Descanso. Porque apesar de ser fim de semana, acredite se quiser, sábado é um dia que gosto de tirar para trabalhar, e talvez seja o mais intenso dos dias de trabalho que eu tenho, por executar um serviço pesado que não gostaria de fazer nos dias úteis por entender a dinâmica de um site e não pará-lo. Ok, trabalho de segunda a sexta, mas o sábado é ótimo para essas coisas, não sei porque, mas é. E assim, tiro o domingo para desacelerar.

É aquela famosa máxima do “quem faz o meu horário sou eu” e eu sou muito noturno. Você resolve os seus problemas, pendências e outras coisas da vida normal de um adulto de dia e trabalha de noite. Ontem eu ajeitei o Portfólio de Artesconfira aqui como foi que ficou. Domingo você só escreve de passatempo e para ter uma crônica para contar. Assim você otimiza o seu tempo e relaxa.

Mas até que posso aproveitar esse momento para escrever uma crônica sobre (absolutamente) nada…

Foto de uma pessoa lendo, como se estivesse relaxando num dia de domingo. Fim da descrição.
Relaxar, mas sem relaxar. Ainda que descanse, foco total. Photo by Daria Shevtsova on Pexels.com

E já que estamos de noite, apesar de eu ter começado a escrever no fim de tarde deste domingo justamente nesse horário de relaxamento, ainda em momentos assim eu posso fazer alguma coisa de produtivo. Lanço uma ideia no celular e no computador só faço complementar. Ajeitar algumas coisas. Não colocar no ar de qualquer maneira.

Siga-me no Instagram: @josivandroavelar

Porque talvez já fiz o que tinha que fazer e queria assim poder replanejar a semana que tá vindo. Não é e nunca foi mole.

E nem é para ser. A vida é e tem que ser assim, senão, não seria a vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *