CLIMA DE FESTA

Já é semana de São João, e também de início de férias na maioria das escolas. Muita gente mal saiu das aulas e já foi viajar, na maioria para cidades do interior, onde as festas de rua organizadas pelas prefeituras são bem movimentadas. Mas também há quem goste de curtir as festas juninas em família, em casa, o que será o meu caso. Pelas feiras do bairro, o comércio do milho, matéria-prima de várias comidas típicas como canjica, pamonha, munguzá, e até o próprio milho cozido ou assado, já começa a ficar aquecido, principalmente já a partir de amanhã, domingo. Mas na terça-feira, véspera de São João, é que os mercados ficam lotados de gente. E de espigas de milho.

Geralmente em véspera de São João, os mercados de João Pessoa ficam repletos de milho, que chegam de várias cidades do interior paraibano. O movimento é grande durante o período da manhã, e o dia todo, todo o dia chegam caminhões e mais caminhões de milho para atender a toda a demanda. Os preços vão caindo conforme o horário, a demanda, e, é claro, muita pesquisa do cliente pelo melhor preço. A lei da oferta e da procura na essência. É isso que o pessoense vai encontrar nos mercados públicos nesta terça-feira.

Para quem ainda não conhece, todo ano em João Pessoa acontece aqui um encontro de quadrilhas, que reúne grupos da cidade toda em uma competição digamos assim parecida com os desfiles das escolas de samba do carnaval. Isso porque cada quadrilha traz um tema, tem de se apresentar por um tempo determinado, enfim, é tudo muito organizado. Esse encontro costumava ser realizado todo ano no Centro, e esse ano, está sendo realizado no Rangel (bairro onde moro), no ginásio da Escola Municipal Dumerval Trigueiro Mendes, desde a última quinta-feira.

Todo mundo por aqui já sente o clima de festa. E continuo por aqui acompanhando tudo para trazer novidades juninas para vocês. Ainda mais agora que estamos perto da véspera de São João. É o arrasta-pé já começando em várias regiões da Paraíba.

Compartilhe este post