A CIDADE ONDE A GENTE MORA É ONDE VOCÊ CRIA SUA IDENTIDADE

Falamos direto do bairro do Rangel, região oeste de João Pessoa, quase em seu coração. No mapa, somos praticamente um triângulo isósceles do lado esquerdo da Mata do Buraquinho. Na cartografia da Prefeitura, o Varjão. Quase 18 mil pessoas que se juntam a outras 36 mil do bairro do Cristo Redentor, bairro vizinho e praticamente um irmão siamês, já que diante da conurbação, fronteiras não existem.

CAM00624
Avenida 2 de Fevereiro, bairro do Rangel.

E estamos em um lugar cujo crescimento é visível a olhos vistos, mesmo em período de crise econômica. Ao longo dos anos, ruas tranquilas deram lugar ao movimento, ruas residenciais viraram ruas comerciais, todo espaço é aproveitado para o crescimento do comércio. O que antes era um fenômeno observado ao redor do Mercado Público hoje torna-se visível em uma área bem maior.

Criei identidade com esse local, onde moro desde que nasci. E quero vê-lo crescer. Se não deu para crescer de uma forma ordenada, tudo ao longo do tempo vai se organizar. O maior interesse é ver justamente o crescimento da comunidade que outrora você viu começar tímida.

Vicente Costa Filho- Cristo - Área de login AT&F
O Cristo Redentor visto do Rangel.

Justamente pela vontade de ver o lugar onde nasci e cresci crescer, o Blog Josivandro Avelar pôs paisagens do bairro em suas telas de login. Além de discutir o futuro que está reservado a esse lugar. Por qual nos identificamos, por qual nós construímos.

CAM00609
Vicente Costa Filho, rua principal Centro-Bairro.

E é justamente por ser parte da cidade que nós moramos que queremos contribuir para o crescimento deste lugar. Não estamos isolados.

Compartilhe este post