Image

E se eu pudesse trabalhar mais cedo?

Tem algum momento que você pensa que poderia começar a trabalhar mais cedo do que de costume, sem varar a madrugada?

Tem algum momento que você pensa que poderia começar a trabalhar mais cedo do que de costume, sem varar a madrugada?

Pergunta feita por este editor

Sim. Eu queria trabalhar mais cedo do que de costume. Para somar ao trabalho que eu já faço habitualmente e que ele de certo modo seja consequência daquilo que eu fizer daqui para frente. Mas se tivesse além de condições, um trabalho consistente. Coisa para a qual eu quero justamente dedicar o dia e explica um pouco do meu trabalho noturno. Afinal, o dia é para servir a coletividade e quero poder contribuir ainda mais com meu trabalho e tudo o que eu acumulei de conhecimento para projetos maiores.

E quero trazer os meus projetos junto, pelo apoio que tudo o que eu fiz me deu ao longo do tempo e nos momentos mais difíceis. Eles são a vitrine daquilo que eu quero mostrar para as pessoas, afinal, eu construí uma identidade ao longo desses anos e sigo desenvolvendo essa identidade, sabendo que muitas vezes foi necessário se adaptar e tornar de certa forma um trabalho enquanto outras oportunidades que eu considero importantes para a minha carreira.

Os meus projetos sempre vão ser o princípio de tudo, e por isso quero levar eles por onde for. É o que me torna eu mesmo, sabe? É onde eu posso, de certo modo, dar o meu toque as coisas que eu gosto de fazer. O que eu quero, e justamente respondendo à pergunta, é dedicar o dia como um todo para um trabalho maior, e a noite para os meus projetos, se bem que tem momentos que vou precisar descansar, e todo mundo logicamente tem que tirar o seu tempo para descansar.

E o que eu mais quero é que esse trabalho adicione a experiência dos meus projetos e de certa forma os apoie para que ele continue sendo uma importante vitrine para o mundo e para as pessoas. Mostrar de certo modo que o meu trabalho tem as suas fases e seus momentos, como em várias fases das artes, e assim a gente vai que vai. Vocês acompanharam várias fases do meu trabalho e sabem que eu vou atrás de novas ideias, e eu vou pegando a prática aos poucos de várias delas.

Eu quero, de certo modo, contribuir. Quero sentir que de certo modo contribuí para um ambiente, uma comunidade e um universo melhores. Afinal de contas, a gente é resultado das nossas experiências, e eu sei, muito dessas experiências surgem na noite, que é quando eu trabalho nos meus projetos e é o tempo que eu quero continuar garantindo para poder justamente fazer as coisas que eu sei fazer com a liberdade que me é inerente. O que eu fizer de noite precisa ser o resultado dos dias que eu vou ter daqui em diante.

Para quem sabe, poder trabalhar mais cedo do que de costume. O que eu mais quero é justamente ser intenso naquilo que eu sei fazer de melhor, e eu sei que para ser intenso na minha carreira, vai ser preciso de certa forma somar, e o que vier para somar, vai vir para enriquecer o que eu já faço. Esta é mais uma noite que eu mostro para vocês o que eu sei fazer, para mais um dia, ou quem sabe, mais dias de trabalhos intensos, dentro da minha carreira e competência.

Este é o tema “Conhecendo Você”, o primeiro post do dia no Site Josivandro Avelar, com perguntas que eu respondo sobre temas de autoconhecimento e cotidiano. Inicialmente elaboradas por inteligência artificial, as perguntas passaram a ser elaboradas por mim e pelo público através dos canais de contato e redes sociais.

Quer me conhecer melhor? Siga-me nas redes sociais abaixo:


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.