Para entender o Showcase; o novo programa de licenciamento do Google News

No último dia 25 de junho, o Google anunciou o lançamento de um programa de licenciamento de notícias, onde a gigante de buscas pretende remunerar veículos de comunicação por publicações por conteúdos de alta qualidade que farão parte de uma nova experiência jornalística que seria lançada até o final do ano. Pois bem, amigos, o final do ano chegou – vamos dizer que sim, o final do ano chegou, mesmo faltando dois meses. E então a prometida experiência do Google veio: chama-se Google News Showcase e foi lançada no dia 1º de outubro.

E o que é o Google News Showcase? É um espaço dedicado a um determinado veículo de comunicação dentro do Google News, onde esse veículo seleciona o conteúdo que vai nesse espaço e apura receita com isso.

A pergunta é: porque o Google vai pagar esses veículos? Porque a ideia do Google é, prioritariamente, liberar conteúdos bloqueados por paywall – aquele que você para ler, tem que pagar – para que o conteúdo produzido pelos veículos chegue a cada vez mais pessoas. Mesmo aquelas que não tem condições de pagar por uma assinatura. Além disso, pretende ainda estimular os veículos a produzirem com mais qualidade, até lembrando que nem todos usam paywall – vive da publicidade.

Esse recurso é uma ferramenta voltada justamente para a empresa de comunicação, aquela que depende de assinaturas e publicidade para gerar receita. O leitor, assim, tem acesso a conteúdos de qualidade de forma gratuita através do recurso, mesmo aqueles bloqueados se estivermos falando, por exemplo, de conteúdos vinculados a um site de jornal impresso, a exemplo de Folha, Estadão…

E como é que isso funciona?

Esse conteúdo do Showcase vai aparecer assim no app Google News para Android:

Tela exibindo o Google News Showcase, com manchetes da Veja. Fim da descrição.
Como aparece o recurso Showcase no Google News.

Se uma imagem não for suficiente, acho que esse GIF aqui do Google pode ajudar. Raramente eu posto GIFs aqui, acho que eu vou apostar nisso…

GIF exibindo o recurso Google News Showcase. Fim da descrição.

O recurso foi lançado inicialmente no Brasil e na Alemanha – isso mesmo, nosso país foi um dos dois primeiros! Só do nosso país ser um dos primeiros a receber um recurso do Google, é que nós percebemos como o público brasileiro é e será sempre relevante na medição do consumo de conteúdo. Sim, nós consumimos muito conteúdo! E compartilhamos também.

O Showcase – chamado no Brasil de Destaques – foi disponibilizado inicialmente no aplicativo para Android, mas se você usa iPhone, não se preocupe! O recurso vai chegar mais para frente no iOS, não vai demorar.

Para inaugurar o recurso, o Google selecionou 20 veículos de comunicação brasileiros, entre nacionais e regionais. E aqui estão eles:

Veículos selecionados para o Google News Showcase; Abril, Diários Associados, Estadão, Grupo Folha BV, Folha de Pernambuco, Folha de S.Paulo, Grupo Bandeirantes, Grupo Paranaense de Comunicação, Grupo RBS, Correio da Bahia, Jornal do Comércio-RS, Jovem Pan, NSC Comunicação, O Dia, Piauí, Rede Gazeta-ES, SBT News, Sempre Editora, Sistema Correio-PB e UOL. Fim da descrição.

Há um veículo paraibano entre esses 20 veículos selecionados: o Sistema Correio, por meio de seu Portal Correio. O site da Pedro II, 623, Centro é o único a aparecer no Showcase entre os veículos do estado onde mora o editor deste blog. O Portal Correio não possui paywall; todo o conteúdo é gratuito. Quando eu disse sobre “veículos serem remunerados para liberar paywall“, eu não quis dizer que obrigatoriamente o site do veículo tenha que ter. O recém-lançado SBT News, por exemplo, não tem paywall.

E para veículos de comunicação – aliás quase todos acima – os sites são vitrines para outros veículos de concessão pública – TVs e rádios – e jornais, complementando suas receitas de publicidade.

Não é impossível, mas ainda temos muito a aprender

Se você não tem os recursos de um Sistema Correio ou a ousadia do editor que vos escreve, não quer dizer que você não se preocupe em estar no Google News. Porque você não precisa de muito para estar ali a não ser produzir conteúdo de qualidade, tudo o que o Google quer e as pessoas esperam quando abrem o app.

A maioria dos veículos digitais da Paraíba parece que ainda não descobriu o máximo do Google News – até eu fiz milagre ali, lembram? Nas páginas dedicadas você pode categorizar por tema e até dedicar uma aba de vídeos no final, como eu fiz com este blog – acredite se quiser, ele está no Google News – e com o Ônibus Paraibanos.

Recentemente eu consegui aumentar a base de visualizações do Ônibus Paraibanos no Google News. E como eu fiz isso? Apenas trocando o plugin de AMP do site, nem esperava conseguir isso e nem era essa a intenção. E eu vou te contar porquê.

O AMP é o formato prioritário do Google Notícias. E só para citar um exemplo, o Portal Correio que eu mencionei – e eu reconheço um site WordPress de longe – usa o mesmo plugin de AMP que eu usava até trocar para o oficial do Google. Até poderia usar o AMP for WP para gerar os AMPs, mas talvez funcione melhor como add-on. Mas com o oficial, eu estou sendo fiel ao tema que instalei. E antes disso os resultados não eram animadores, mas eu acreditava porque eu acreditava.

Os veículos digitais do estado ainda não tiram todo o potencial que existe. Mas há e provei que tem como. E não é impossível. Como mostrei fazendo isso com um site especializado em transportes – aliás dois – e até esse blog mesmo.

O jornalismo conta a história

Contar sobre esses recursos é bom para você entender como a plataforma está evoluindo e como o Google está trabalhando para a melhoria da entrega dos conteúdos, dando sempre preferência a conteúdos de qualidade característica do jornalismo profissional. E ainda que eu hoje tenha formação em Publicidade, admiro o jornalismo profissional. E sempre vou admirar. É o que registra o que vai ser história. E eu lia muitos livros de história na infância e adolescência. E o que é história, foi notícia, e notícia são os jornalistas que a registram.

Tudo o que vier a aumentar o potencial da Internet e da distribuição de conteúdos, a gente conta e apóia. Mesmo ainda não sendo um grande veículo como somos, a gente aproveita todas as ferramentas disponíveis e quer compartilhar para que mais pessoas entendam melhor e usem também.

Mas quem sabe um dia… Possa ser grande. Enquanto isso, contamos história e produzimos conteúdo.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *