Image

Artes digitais: um cenário aleatório da natureza

E nas artes digitais de hoje, trago um cenário aleatório da natureza em vários pontos de vista diferentes.
,

Cenários da natureza parecem aleatórios. Você tá lá, diante de uma folha em branco, e quer desenhar uma paisagem. Aí eu faço uma composição qualquer e pronto. É tipo isso que eu faço: um cenário aleatório da natureza, e cá estamos nós diante dela.

As artes digitais me trazem a possibilidade de trazer cenários assim, aleatórios. E algumas coisas que termino não escolhendo aleatoriamente, mas que estão lá no caderno todos os sábados.

Creio que já viu uma árvore ou uma palmeira que eu desenhei por aí nos meus cadernos. E cá está uma delas nas artes digitais.

Um cenário aleatório da natureza.

Acabei escolhendo esse desenho aqui. Já fiz vários assim em vários estilos diferentes. Inclusive, esse desenho acima foi a primeira timelapse que eu compartilhei nas redes sociais.

Um desenho que abriu portas

E sendo a primeira de várias artes nesse estilo, abriu as portas para as artes digitais que você viu hoje, embora não seja a primeira arte digital que eu fiz no celular. E esse é um desenho que eu trago com vários pontos de vista diferentes em termos de concepção e timelapse. O vídeo tradicional de timelapse não é o único que eu fiz dele.

Isso porque eu ainda tinha feito um outro vídeo, compartilhado antes desse, onde eu mostrava o processo de criação do desenho, que na realidade foi gravado enquanto eu gravava a tela do celular. Mas não foi só isso: ainda demorei para descobrir que o aplicativo de desenho tinha recurso de timelapse. Quando descobri, fiz a timelapse dele e dos demais.

E no fim, deixei esse legado aqui, ainda pretendendo fazer outros vídeos de processo criativo – do desenho sendo feito com exibição dos pincéis e cores que eu usei – como esse. Eu mostrei esse vídeo abaixo – postado no TikTok – em um post chamado “Bora desenhar?“.

A viagem nas artes digitais é diária e vai de domingo a sexta-feira. Todo dia tem desenho no Instagram e nas demais redes sociais. Quem sabe tem mais algum cenário aleatório da natureza nos próximos dias.

E a melhor parte foi a história que esse desenho rendeu. Porque diante da rotina diária de posts que 2022 trouxe, nem me lembrava mais de que esse desenho rendeu dois vídeos.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 127: Sério que eu esqueci dos três anos do podcast?
  2. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  3. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  4. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  5. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  6. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.