14:27- A ÚLTIMA PARADA

2016-01-23 14.35.59
Até horas atrás esse ponto era movimentado. Era.

Essas fotos foram feitas 15 minutos depois da interdição total do anel interno da Lagoa. Ou seja, talvez essas sejam as últimas imagens dessas paradas, que à essa altura já estão completamente isoladas pelos tapumes. Agora esse asfalto vai sumir e dar lugar ao calçamento de uma nova Lagoa. Vamos contar a história em forma de imagens e descrever a sensação que é estar numa verdadeira cidade fantasma, justamente no cartão-postal da cidade onde você nasceu. Resolvi caminhar pela Lagoa que a partir de agora ficará na lembrança, afim de registrar essas lembranças praticamente por último. Afinal, tudo isso vai mudar em questão de meses.

O anel interno da Lagoa 20 minutos depois de ter seu trânsito extinto.
O anel interno da Lagoa 20 minutos depois de ter seu trânsito extinto.
A partir de agora, carro algum passará aqui.
A partir de agora, carro algum passará aqui.

Como você pode ver, a obra era envolvida por tapumes antes do fechamento completo. Como não haverá mais movimento a partir de agora, eles já podem ser retirados e a obra de remodelação da Lagoa já pode seguir adiante. A parada da última foto acima era onde paravam ônibus de Mandacaru e Colinas do Sul, entre outros.

Quem diria que você poderia estar andando por aqui... Aproveite enquanto você foi um dos últimos a ver a Lagoa assim.
Quem diria que você poderia estar andando por aqui… Aproveite enquanto você foi um dos últimos a ver a Lagoa assim.
2016-01-23 14.39.42
Visão do que foi a segunda parada da Lagoa.

Simplesmente surreal ver tudo isso vazio. Logo essas paradas da Lagoa estarão em outros bairros. Ou aqui no Cristo mesmo, no depósito da Semob esperando justamente serem transformadas em abrigos para pontos onde eles atualmente não existem.

Visão do que foi a terceira parada da Lagoa.
Visão do que foi a terceira parada da Lagoa.
A Lagoa por enquanto está assim. Outra paisagem se revelará quando os tapumes saírem.
A Lagoa por enquanto está assim. Outra paisagem se revelará quando os tapumes saírem.

No dia 23 de janeiro, a última parada pela qual desci justamente para poder fazer esta cobertura foi justamente essa aqui abaixo, onde parava a linha 2300. Parece que estou falando de um passado distante, se tudo isso não tivesse acontecido sábado passado.

A quarta parada da Lagoa, onde desci pela última vez no anel interno.
A quarta parada da Lagoa, onde desci pela última vez no anel interno.

E sabe a última parada da Lagoa? O título do post não é só uma referência ao que foi a última vez que passei aqui para ver essa estrutura, mas também registrar a última foto que um pessoense poderia fazer daquela que foi a parada pela qual muitos de nós pegamos ônibus na vida para sair do Centro da Cidade. Agora temos que nos acostumar ao novo e lembrar que o antigo agora ficará aqui. Numa imagem como essa.

2016-01-23 14.41.34
A clássica última parada da Lagoa, onde embarcavam e desembarcavam os ônibus do Cristo, Rangel e de Mangabeira.
2016-01-23 14.41.39
Bons e maus momentos que passamos aqui…

Deixamos para trás a imagem de uma João Pessoa em constante transformação. Podendo ver o início do que será uma das mais impactantes transformações que a cidade vê. Confiamos que quando esses tapumes saírem daí, outra Lagoa se revelará e tenho certeza que os moradores aproveitarão o novo espaço de convivência e lazer que a Prefeitura está construindo neste lugar. Quanto ao passado, só ficam as lembranças e a certeza de que tudo na vida precisa passar por mudanças para que tenhamos uma noção de presente, passado, e uma perspectiva de futuro. Não sabemos como será esse futuro, mas queremos construí-lo da nossa maneira.

2016-01-23 14.40.53
Deixei um cenário o qual estava acostumado por anos para trás…
2016-01-23 14.41.24
…Na certeza de que quando voltar, encontrarei aqui um cenário completamente diferente.
2016-01-23 14.42.28
O que vi fora do lugar arrumado estará…
2016-01-23 14.42.09
…E assim pisei num asfalto que logo não existirá mais.
2016-01-23 14.41.14
Vendo cenários que acabaram de nascer e cenários que não mais existirão…
2016-01-23 14.43.05
Deixando o passado literalmente para trás…
2016-01-23 14.42.45
E enxergando o futuro ali, bem na sua frente.

A atual foto de perfil que fiz foi exatamente nesse asfalto. Asfalto que vai deixando de existir paulatinamente, dando lugar a novas calçadas, árvores, o que vier a caracterizar de vez um parque. Independente de aspectos, nos despedimos de um velho cenário de anos. Onde tantas vezes peguei ônibus e construí parte de minha história. Na certeza de que quando voltar, o cenário será completamente outro, e verei aqui um ambiente completamente diferente.

Nos resta seguir em frente. Tudo muda apesar dos transtornos que as mudanças trazem de início. Agora vamos ver como as coisas se desenrolam agora.

Fica aqui a lembrança do que um dia foi a Lagoa do Parque Solon de Lucena. E os poucos momentos que pudemos ver esse cenário vazio. Um cenário que podemos contar para nossos filhos e netos, talvez na grama ou à beira da Lagoa, que foi completamente diferente do que era no nosso tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Criando figurinhas no WhatsApp Web Oculte palavras e frases nos comentários do Instagram Como postar fotos com música no Instagram Como mudar o número do telefone no WhatsApp Download automático de mídias no WhatsApp