O QUANTO FOMOS CURIOSOS EM 2019 – PARTE 4

E finalmente chegamos a última parte do quanto fomos curiosos em 2019. Comentamos aqui o que as pessoas mais pesquisaram no ano no Google, segundo o Google Trends. Retrospectiva melhor do que essa não há. Confira a parte 1, a parte 2, a parte 3, leia tudo antes deste post se possível, e agora, vamos a parte 4 e derradeira deste ano de 2019.

Este post trata especificamente do que as pessoas viram nas telas, sejam elas maiores, sejam elas na palma da mão. Pode ser uma superprodução multimilionária, pode ser algo feito com o seu celular mesmo.

Começamos esta parte com os destaques cinematográficos do ano.

Quadrinhos, super-heróis, vilões humanizados, brinquedos que ganham vida quando Andy sai do quarto, este é o resumo do cinema de hoje. Ou não, como vemos. Quem adorou essa lista foram os cofres da Disney, que além das produções Toy Story 4 e o Rei Leão, é dona da Marvel, responsável por Vingadores: Ultimato e Capitã Marvel. A rival DC Comics aparece com Coringa, Aquaman e Shazam!. A guerra dos quadrinhos definitivamente chegou as telonas.

Na lista aparecem duas produções feitas no Brasil: Minha Vida em Marte e Bacurau. Bird Box é um filme sim, mas diferente de todos os outros acima, não passou em cinema nenhum. Foi produzido e distribuído pela Netflix.

E agora, vamos para os destaques da televisão brasileira.

Dos 10 programas mais pesquisados, oito são da TV Globo – sete novelas e um reality show – e dois da RecordTV – ambos reality shows. O programa mais pesquisado foi o BBB19 – décima nona edição do Big Brother Brasil – da TV Globo, mostrando que, se o formato de confinamento de pessoas em uma casa pode até estar desgastado para a audiência comum, não está na Internet – e aí entramos nos dois únicos programas da RecordTV que aparecem nesta lista – ambos formatos de confinamento; A Fazenda – que confina os participantes, como o nome diz, numa fazenda – e Power Couple – que é um reality de confinamento no qual casais participam de gincanas nas quais testam o seu conhecimento sobre o quão se conhecem. Este programa foi apresentado por Gugu Liberato.

As novelas mais pesquisadas correspondem a quase todas as que a TV Globo exibiu este ano nas três faixas principais destinadas pela emissora para sua exibição, mesmo as lançadas e/ou concluídas no ano passado. Só para se ter uma ideia, a novela “O Tempo Não Para” terminou em janeiro deste ano. Poderia nem ter tempo de entrar na tabela. A única novela que estreou este ano na TV Globo e não aparece na lista é “Amor de Mãe”, que estreou mês passado.

Da televisão brasileira para a televisão mundial, os destaques da telinha gringa:

As pessoas assistem histórias. Novelas, como no caso da TV brasileira, séries, se procuram pela TV gringa ou streaming. E surpreendentemente não é do streaming a série mais procurada: Game of Thrones, produção da HBO. Exibida na TV paga e no serviço de streaming próprio da emissora, também foi campeã de pirataria. De uma maneira ou de outra, alguém procurou a série não só porque queria saber dela. E sim para baixar. Talvez isso explique.

A mesma HBO aparece com Chernobyl, que conta a história do maior acidente nuclear da história. Vis a Vis, ambientada numa prisão, é uma série espanhola, exibida pela emissora Antena 3 e disponível no Netflix – explica-se a menção.

A produção nacional Sintonia – do Kondzilla, distribuída pela Netflix – também foi bem pesquisada. Outras produções da Netflix também listadas são a britânica Sex Education e a americana The Umbrella Academy.

One Punch-Man (faltou o hífen) aparece representando os animes. A segunda temporada foi disponibilizada no Crunchyroll, streaming especializado em animes.

Séries estrangeiras distribuídas pela Globoplay – serviço de streaming da Globo – aparecem nesta lista. É o caso de Manifest – que conta a história de passageiros de um avião que some e reaparece depois de 5 anos – e The Good Doctor – que conta a história de um médico autista.

E por fim, o que virou meme em 2019:

“Com licença, é aqui que é uma página da Internet que está comentando os assuntos do Google Trends”. A imagem de um menino engomadinho fazendo perguntas assim foi a mais pesquisada do ano, seguida de “O nome dela é Jenifer”, referência a música do cantor Gabriel Diniz, que foi o hit do Carnaval de 2019.

“Caneta azul, azul caneta, caneta azul tá marcada com minha letra…” O maranhense Manoel Gomes fez sucesso com esse hit. A espontaneidade infantil aparece em “Tô Nem Aí”, estrelado pela menina Ana Beatriz, de seis anos.

Juntos e Shallow Now já explicamos. Volte uma casa – ou melhor, um post e veja no tópico “O que é?” – e depois retorne aqui.

Vem Tranquilo é um meme caseiro, no que se trata de uma briga de rua que foi filmada e se tornou tão engraçada que virou o que virou. Já o meme do curso eu não entendi direito, porque ser um antes do curso e outro depois do curso, bem, é algo que se reinventa, só troca o curso.

O meme da Joelma, como o nome sugere, mostra duas fotos da cantora paraense; uma triste em primeiro plano e nítida, ao fundo uma sorridente e embaçada, representando a tristeza por fora e a felicidade por dentro. As imagens são frames da participação da cantora no programa Hora do Faro, da RecordTV.

O meme dos 3 reais surgiu na TV Globo, quando uma artesã divulgou o seu trabalho de confecção de carteiras que custam esse preço no programa “É de Casa”, tão barato que nem Ana Furtado acreditou. O quadro “Isso a Globo Não Mostra”, do Fantástico, brincou com o fato e transformou os 3 reais em meme, repetindo a reação da Ana Furtado várias vezes.

E esses foram os destaques dos termos de busca do Google no ano de 2019. Essas matérias praticamente escrevi no laço, mas prometo que em 2020 eu vou caprichar nas pesquisas, e por tabela, nos posts. Como eu quero que vocês caprichem nas pesquisas. Mas isso não depende de mim, nem de vocês. Depende do Brasil, depende do mundo, depende do que você descobrir.

E vamos descobrir um mundo novo e incrível no ano que virá. Para no final do ano a gente ver o quanto descobrimos, o quanto nos surpreendemos, o quanto nos enriquecemos, o quanto fomos idiotas até. É descobrindo que evoluímos. Vamos evoluir juntos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como o Instagram classifica o que você vê O que é o TikTok? Entendendo os algoritmos do Instagram WhatsApp não irá limitar quem não aceitar nova política de privacidade Truques para ativar a função de pagamentos do WhatsApp Como exibir o número de curtidas no seu Instagram WhatsApp libera função de acelerar áudios Storytelling da Luneta Novos recursos de áudio do Facebook E se eu não aceitar os novos termos de uso do WhatsApp? Visualizando o número de curtidas no Instagram Pagamentos pelo WhatsApp: aprenda como configurar