O QUANTO FOMOS CURIOSOS EM 2019 – PARTE 1

2019 tá quase acabando, foi um ano intenso, muita gente vai querer esquecer, e como todo fim de ano, é momento de relembrar o que as pessoas mais procuraram em 2019. O quanto fomos curiosos. É isso que o Google Trends nos revela todos os anos, quando faz o levantamento dos termos mais procurados pelos brasileiros – tal como faz no mundo todo.

Em termos gerais, estes foram os termos mais buscados pelos brasileiros no ano de 2019:

Em primeiro lugar, a Copa América, que aconteceu aqui no Brasil. E quantas pessoas também não já procuraram por vagas de emprego? Além do futebol e de Thanos, os demais nomes são de famosos que nos deixaram neste ano – que no noticiário foi marcado pelas perdas e tragédias.

Já passando para os termos específicos – e é neles que vamos nos aprofundar -, aqui temos uma Retrospectiva 2019 resumida em dez deles.

E lá está a Copa América de novo. Ao mesmo tempo que temos o destaque para a Copa do Mundo de Futebol Feminino, Amazônia (por conta das queimadas) e da Reforma da Previdência. Entre os destaques do ano estão o Caso Neymar (acusado de estupro por uma modelo, caso esse arquivado) e Brumadinho (cidade onde fica a barragem que estourou no início do ano, causando cerca de 200 mortes. As buscas ainda não terminaram).

Suzano aparece entre os dez termos mais pesquisados por causa de uma tragédia ocorrida em uma escola da cidade, onde dois estudantes invadiram o colégio, saíram atirando, mataram 8 alunos, depois se suicidaram.

E por falar na educação, o Dia dos Professores também apareceu nos termos mais pesquisados, assim como uma greve geral promovida por sindicatos em junho, em protesto contra a Reforma da Previdência – também presente nos termos mais pesquisados – que foi aprovada, promulgada, e já está valendo.

O futebol também se destaca com o termo Libertadores, por conta do título do Flamengo. Da Copa América realizada no Brasil – a Seleção Brasileira masculina se sagrou campeã -, que coincidiu também com a Copa do Mundo de Futebol Feminino ocorrido na França. Os jogos da nossa Seleção Brasileira feminina – que na competição não passou das oitavas de final – foram exibidos em TV aberta.

Vamos agora para as dez mortes de personalidades que mais repercutiram, segundo o Google.

Não para menos, inesperadas e muitas vezes surpreendentes, nos levando a questionar como a vida é um sopro. E já começa pelo Gugu Liberato, morto no final de novembro ao cair de um sótão em sua casa em Orlando, EUA. Ou também pelo Gabriel Diniz, que faleceu em um acidente aéreo em Sergipe. O cantor cresceu aqui na Paraíba, aqui em João Pessoa, e inicialmente morou e estudou aqui no Cristo Redentor. Imagine o clima da cidade nesse dia. Do bairro – Diniz foi velado no Ginásio Ronaldão, também aqui no Cristo.

Sensações essas vividas por um país que ainda perdeu também de forma repentina grandes nomes do jornalismo – Ricardo Boechat e Paulo Henrique Amorim. Tão repentina quanto a perda de Caroline Bittencourt – a modelo caiu do barco onde estava em Ilhabela (litoral de São Paulo) durante uma tempestade. Ou de Fernanda Young, que não resistiu a uma crise de asma.

O ator norte-americano Cameron Boyce faleceu aos 20 anos em decorrência de uma convulsão durante o sono, em julho. O também ator Rafael Miguel – que participou da versão de 2013 da novela Chiquititas, do SBT – e seus pais foram assassinados em junho pelo pai de sua namorada, que até hoje está foragido. E Yasmin Gabrielle era ex-assistente mirim do apresentador Raul Gil. Foi encontrada morta em abril, aos 17 anos. Ela teria tirado sua própria vida, segundo a Polícia.

Este próximo tema não será tão aprofundado, porque é de comida. E vai entender o que é que o brasileiro quer quando o assunto é comer:

Vou começar logo por “Geladinho gourmet”: é feito para vender. É mais uma solução para amenizar os efeitos do desemprego, e olha que dá lucro hein? A venda do Din-Din Gourmet (como falamos aqui em João Pessoa) é bem lucrativa, e você pode vender o produto em qualquer lugar. Mesmo. Um exemplo é festa de casamento. Já participei de festa onde serviram essa iguaria, excelente para dias de calor intenso como esse de hoje.

Agora, vamos para a tal da Chicha morada. É uma bebida peruana, dizem que é refrigerante natural. Usa abacaxi, maçã, até milho roxo. O resultado é uma bebida que parece refrigerante de uva. Agora como esse termo conseguiu ser o mais pesquisado dentre as receitas culinárias, não me questione sobre. Todo o resto das comidas eu já conheço – você também.

Esta foi a primeira parte dos termos mais pesquisados do Google em 2019, nos comentários deste redator. Como vai ficar extenso demais comentar sobre tudo (ou quase), vai ter uma parte 2. Como dizia Chapolin Colorado, sigam-me os bons.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Recursos que estão chegando no WhatsApp Recursos de segurança do Instagram Bug da câmera do WhatsApp resolvido Backups mais seguros no WhatsApp WhatsApp em quatro dispositivos O bug da câmera do WhatsApp Fotos em alta qualidade no WhatsApp?! O Instagram não é mais uma rede social de fotos?! Como ganhar dinheiro no TikTok Mídias autodestrutivas no WhatsApp?! Links do Instagram para todos?! Pagamentos pelo WhatsApp liberados para todos