#ContentTalks: espelho da agilidade

Na última sexta-feira o hype foi grande em torno da reativação do domínio do Orkut. A gente apurou que o domínio esteve ativo antes disso e que vira e mexe mudava os comunicados. A diferença é que agora essa reativação veio acompanhada do “fim” (será mesmo?) do Hello, rede social que o fundador do Orkut desenvolveu logo que saiu do Google – e levou o seu domínio junto. No início da década de 2010, o modo de usar as redes sociais era um. Hoje já é outro, um espelho da agilidade que a gente exige nesses últimos tempos.

Antes, a gente esperava ligar o computador e tratava realmente o uso das redes sociais como um evento. A gente tinha hora para estar online, e ficava offline a maior parte do tempo. O que já não é mais possível com um celular – e o mundo – nas mãos, o que exigiu redes sociais mais ágeis. O Twitter foi a primeira dessas redes, não para menos até hoje está aí. Outras foram surgindo e até o Facebook se adaptou a esse meio. Como uma rede como o Orkut, que era praticamente setorizada em recados e comunidades, se adequaria aos tempos de hoje?

No início da década, as redes eram efetivamente sociais. Você precisava convidar os seus amigos para fazerem parte do seu círculo – e até hoje é assim com o Facebook, de uma forma mais “burocrática”, assim mesmo, entre aspas. Hoje qualquer um pode te acompanhar simplesmente tocando em “Seguir”. E assim nascem os famosos, os influenciadores, e um novo ecossistema de fama que independe dos meios de comunicação. Como se enquadrariam numa rede social como o Orkut?

Agilidade é a palavra de ordem

Se vai voltar ou não, como bem falava no post que tratava sobre o assunto, é outra história. A rede precisava ter se adequado a esses tempos em que agilidade é tudo: tirou uma foto, posta na hora. Gravou um vídeo, em instantes tá no ar. Hoje estamos 24 horas conectados e não precisamos esperar ligar um computador para poder nos atualizar. É tudo na hora, e quem quer esperar?

É essa agilidade que o Orkut simplesmente não conseguiu captar naquela época. Afinal, era uma rede feita para computadores. E hoje, será que esperamos mesmo ligar um computador e nos informar? As redes sociais de hoje são o espelho da agilidade que a gente quer, afinal, nada mais tem hora marcada. Num instante, este post tá sendo divulgado no Twitter. E numa foto do Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair dos grupos do WhatsApp sem ser notado? Seria um sonho? A semana no blog- 8 a 14 de maio Como usar as reações em mensagens do WhatsApp A semana no blog- 1 a 7 de maio Novidades em teste no WhatsApp em múltiplos dispositivos