WhatsApp e transparência; aplicativo espera convencer para não perder

Pois é, tão vendo aí como o assunto WhatsApp rende por causa de suas tentativas malfadadas de explicar as atualizações de sua política de privacidade. Tentou demonstrar transparência e confundiu ainda mais os usuários, e isso gera problemas. Quem tem um pequeno negócio sabe como gerenciar crises dá trabalho, afinal, o que ninguém quer é um desgaste na sua imagem.

No meio dessa história toda, estava estudando outros assuntos e já tinha até story pronta sobre agendamento no Estúdio de Criação do Facebook. Ela continua lá, esperando a hora certa, mas tem muito ainda para render a história, já que o WhatsApp solta notas de esclarecimento esperando que alguma dessas notas cole para os usuários. A semana passada foi intensa, mas essa semana eu creio que seja mais calma.

O que eu faço é tentar explicar melhor dentro das informações e do conhecimento entender a situação junto dos leitores. Tentar traduzir e deixar as notas mais didáticas para os leitores. Tentar decifrar o que o WhatsApp quer dizer e muitas vezes termina confundindo mais do que explicando.

E o público ajudou bastante nisso, afinal ninguém estava tão preocupado com a questão de privacidade e gestão de seus dados quanto os leitores, no que acredito que seja a primeira vez que esse tema caiu tão na boca do povo, mesmo sendo antigo demais e já discutido no meio há um bom tempo.

O assunto que mais gerou feedback desde 2009

Vários desses leitores comentaram em vários posts sobre a política de privacidade do WhatsApp. E o coro é um só; transparência e clareza por parte do aplicativo. É a primeira vez que lido com uma cobertura assim e não recebia tantos feedbacks desde a história de amor de Thamires e Jailton lá no começo do blog em 2009, até o momento o post com o número de comentários do blog – foram 14 até o fechamento deste post.

Todos os comentários que recebi nesses últimos dois dias são de insatisfação com o WhatsApp, e não é para menos. Os leitores ainda hoje sentem falta de um esclarecimento mais didático do aplicativo, e aqui elas podem botar a boca no trombone – e se possível ajudo a amplificar a reclamação delas sobre o WhatsApp. Muitas pessoas não entendem muito bem sobre os tantos dados que o WhatsApp coleta e o que faz com eles. Muitas vezes é preciso ser didático e muitas vezes as pessoas terminam sabendo – até um leitor comentou isso – através de terceiros, já que os primeiros não esclarecem direito.

E inclusive, postei até nas mídias sociais sobre isso, como no Instagram. Uma oportunidade para você interagir e ter acesso a conteúdos rápidos.

Resumindo o último esclarecimento – se esse realmente for o último

No post anterior, o WhatsApp mandou um novo esclarecimento e foi além; prorrogou o prazo de aceitação das atualizações de sua política de privacidade. Resumi tudo aqui nessa outra web story – nunca construí tantas sobre um assunto como agora.

E seguimos aquela trilha da transparência. Do que com certeza, será um case de transparência – ou do que a falta dela pode causar de estrago numa empresa. Afinal, reconstruir a imagem do aplicativo pode levar um bom tempo e até lá, é necessário minimizar os estragos. Mas vamos assim mesmo acompanhar os próximos capítulos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entendendo os algoritmos do Instagram WhatsApp não irá limitar quem não aceitar nova política de privacidade Truques para ativar a função de pagamentos do WhatsApp Como exibir o número de curtidas no seu Instagram WhatsApp libera função de acelerar áudios Storytelling da Luneta Novos recursos de áudio do Facebook E se eu não aceitar os novos termos de uso do WhatsApp? Visualizando o número de curtidas no Instagram Pagamentos pelo WhatsApp: aprenda como configurar Função de pagamentos do WhatsApp é liberada Recursos da integração do Instagram com o Messenger