PAGANDO O PATO – OU MELHOR, TENTANDO PAGAR

Qualquer coisa tem sido mais fácil do que pagar contas no Rangel, principalmente na área da 2 de Fevereiro. Desde que fechou uma agência do PagFácil – e isso tem dias, todo o movimento sobrecarregou o único local possível de se pagar uma conta: a Casa Lotérica.

Todo mês preciso dos serviços de uma agência de pagamentos para poder pagar a conta de hospedagem deste blog. Compromissos honrados em dia que nem essa barreira vem atrapalhando, afinal as filas da Casa Lotérica são duras de encarar.

O pior ainda está por vir, se é que já não basta piorar ainda mais: junto com a agência, lá se foi o único lugar do bairro onde era possível recarregar cartões de passagem de ônibus – sim, o Passe Legal, que ao invés de ter um posto dedicado a isso, funcionava junto com a agência do PagFácil. Quem comprava passagem enfrentava a mesma fila de quem pagava conta de água e luz. E agora, quer carregar seu cartão de passagem no Cristo? Saia do bairro.

Ainda gostaríamos de ver o lugar onde moro ser um pouco mais valorizado. Somado com o Cristo, aqui moram 54 mil pessoas. É somente o segundo maior contingente populacional de João Pessoa, atrás de Mangabeira.

E quem paga o pato da escassez de serviços é o morador do Cristo e do Rangel. Ou melhor, tentando pagar, porque tá difícil encontrar lugar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conheça o Instagram Lite Cuidado com o golpe do WhatsApp rosa Recursos de acessibilidade no Blog Josivandro Avelar Como saber se seus dados vazaram do Facebook Falha permite bloqueio de conta do WhatsApp Facebook e Instagram caíram de novo (mas já voltaram mais uma vez) Vantagens do WhatsApp Business Como postar stories do Instagram no computador sem gambiarra Vazamento de dados do Facebook Banco Central autoriza pagamentos pelo WhatsApp Como fazer backup do seu WhatsApp WhatsApp e Instagram caíram (mas já voltaram)