Image

#ContentTalks: Os oito desenhos perdidos

Uma das séries de cadernos estava incompleta. Onde estarão os oito desenhos perdidos que não estão aqui no site?

Na última sexta-feira, fiz uma reorganização nas categorias dos cadernos de folhas, de forma que os primeiros cadernos de #40folhas, #48folhas e #96folhas passaram a ser categorizados em categorias criadas com o nome de “Caderno 1”, cada um para cada caderno, além dos demais cadernos passarem a exibir a categoria referente aos cadernos onde estavam. Foi nesse momento que eu descobri que oito desenhos de uma das categorias nunca tinham sido publicados.

E quais seriam esses oito desenhos? Todos os desenhos do #40folhas (os 40 do primeiro caderno e os por ora 15 do segundo caderno) foram publicados. Todos os desenhos do #48folhas (os dois cadernos) foram publicados. Os de #96folhas, maior série deste site, já foram todos ao ar, certo? Não. Existe uma série incompleta no qual oito desenhos não foram ao ar aqui no site por um lapso de memória, e eu vou explicar o que foi que aconteceu e porque eu só descobri isso agora.

A série incompleta é a do segundo caderno de #96folhas. Durante a catalogação da referida série, notei que oito desenhos não foram publicados entre outubro e novembro de 2016, até lembrando que na época a série era bem desorganizada. O mais incrível de tudo isso é que esses oito desenhos que não foram ao ar no site foram postados nas redes sociais. Guarde bem essa informação, pois ela será essencial para ajudar no que eu vou fazer.

Pois bem, tá aí o resultado da desorganização daquela época, só descoberta oito anos depois. Afinal, todos os 96 desenhos do caderno foram registrados. Depois de uma varredura imensa no site, dos posts dos desenhos que haviam sido publicados nas redes sociais (tá vendo como o próprio nome da série ser uma hashtag já ajuda?) e uma comparação com o acervo dos desenhos fotografados, foi possível descobrir quais foram esses desenhos esquecidos.

Agora vem o desafio: postar os oito desenhos. Mas tá, como é que eu vou fazer isso? É aí que entra o conceito de viagem no tempo, afinal, eu vou postar esses desenhos aqui no site datando-os como se tivessem sido postados em 2016, reproduzindo a linguagem da época, o modelo de post (sem a organização de hoje), afinal de contas, você tem que ser organizado até mesmo reproduzindo a desorganização da época. Essa vai ser a parte mais bacana.

Os oito desenhos vão entrar no ar do mais absoluto nada. Mas eu vou dar um jeito de avisar por aqui ou pelas redes sociais quando os desenhos irão entrar no ar, ou se já estão no ar. Pode ser em posts soltos, na minicoluna, mas tudo isso será reunido em uma web story da semana quando todos os oito desenhos da série incompleta forem postados. Mas que eu vou dar um jeito, eu vou, afinal, a regra é que nenhuma folha esteja fora do ar. Nem as que eu não lembrava há tempos.

Eu sempre dou um jeito de movimentar este site e minhas redes sociais. Até mesmo quando eu descubro lapsos de memória que eu tive há tempos e nem lembrava mais. É das lembranças (ou até mesmo a falta delas) que a gente vai construindo e reconstruindo, e se não houve a oportunidade de contar essa história e ela estar de certo modo registrada, ela será contada da maneira que merece: completa, sem faltar nenhuma folha.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.