Image

A minha cidade do futuro

Como eu imagino a cidade do futuro quando eu completar 100 anos? Pedi uma ajudinha da inteligência artificial para tentar interpretar a minha imaginação.

Promessa é dívida e eu tinha prometido no episódio da semana passada do podcast Luneta Sonora que iria fazer isso: imaginar a cidade do futuro de um modo que eu não poderia jamais imaginar. Encarreguei a inteligência artificial desse papel. E como seria essa cidade do futuro? Pedi uma ajudinha da inteligência artificial para tentar interpretar a minha imaginação.

E como eu gerei essas imagens que você vai ver a seguir? Utilizei a IA do Canva através da ferramenta “Texto em imagem”. Tô ensaiando com o DALL-E também, mas hoje todas as imagens, posso dizer assim, bem loucas que você vai ver nesse post foram geradas nessa ferramenta do Canva.

Talvez essa cidade do futuro seja parecida com a cidade do presente, afinal pouca coisa mudaria em menos de 100 anos, 50, sei lá. Mas pouca coisa mudaria. A menos que o redor mude também. O meu ponto de partida é o ano de 2088, o ano em que eu completo 100 anos se Deus quiser. A concepção parte justamente daquele post da semana passada onde eu usei uma imagem gerada por IA.

Começo logo trazendo as “imagens descartadas” do post, além, é claro, da imagem que eu usei na ocasião.

Eu acho tão genial a prompt que eu arrumei de 2088 que eu quis imaginar novamente as ruas da minha cidade. E como elas estão cada vez mais diferentes…

Algumas eu fiz até um esforço para seguir imaginando, porque algumas eu reprovei por conterem morro… E minha cidade não tem morro! Selecionei então aquelas imagens mais próximas da realidade dela.

Em 2088 a gente encontra carros voadores ou carros velhos? E essa pista toda ondulada? Em 2023, você não encontra um Ford Bigode, que dirá um desses.

Carro de "100 anos" na estrada? Que relíquia!

E bem, segui imaginando, ou não seria Josivandro Avelar. Afinal, só nos meus sonhos que as ruas têm ciclovias, árvores plantadas por todos os lados e calçadas totalmente padronizadas. Eu sou publicitário, é verdade, mas se tem uma coisa que eu gosto é de dinâmica urbana.

É lógico que essas viagens vão continuar. Porque eu me divirto muito fazendo elas. Mas elas trazem um componente sério que é o de imaginar o lugar onde você mora para as próximas gerações, que vá além dos seus sonhos. Porque você luta para que o lugar onde você mora cresça e você imagina que esse lugar pode ser melhor.

E bem, vamos nos divertir muito nas próximas semanas! Lógico que eu vou trazer posts assim uma vez ou outra, além disso, aceito sugestões de sonhos que você tem para a sua cidade e que você quer ver materializados pela inteligência artificial. E este é, como eu disse, um caminho sem volta.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.