Image

A cor do ano de 2024

A cor do ano de 2024 é um tom de pêssego que traz uma sensação de gentileza, ternura, e uma certa familiaridade...
, ,

O terceiro post do dia anuncia a cor do ano de 2024, que parece que eu conheço de algum lugar, sei lá, ela me é familiar. Se eu sair do quarto onde estou trabalhando, eu posso vê-la, talvez esteja à frente do tempo. Pois bem, a cor do ano é um tom de pêssego, Peach Fuzz (pelos de pêssego).

A Pantone é uma empresa especializada em cores e que é uma referência para designers de todos os ramos. É ela quem elege faz um bom tempo as cores do ano seguinte em dezembro de cada ano. Mas você deve se perguntar: como 2024 seria representado por um tom de pêssego suave como este?

Segundo as palavras da Pantone em sua divulgação oficial para a cor do ano de 2024, Peach Fuzz “captura nosso desejo de cuidar de nós mesmos e dos outros. É um tom de pêssego suave e aveludado cujo espírito acolhedor enriquece mente, corpo e alma”.

A cor do ano de 2024.

Em busca de um tom que ecoa nosso desejo inato por proximidade e conexão, escolhemos uma cor radiante com calor e elegância moderna. Um matiz que ressoa com compaixão, oferece um abraço tátil e une sem esforço o jovem ao atemporal.

Leatrice Eiseman, Diretora Executiva da Pantone Color Institute

Segundo a publicação da Pantone, Peach Fuzz “é um tom de pêssego sincero que traz uma sensação de gentileza e ternura, transmitindo uma mensagem de cuidado, compartilhamento, comunidade e colaboração.”, sendo um tom de pêssego atraente e suavemente aninhado entre o rosa e o laranja, trazendo um conforto e nos permitindo encontrar “a paz que vem de dentro”.

(…)o PANTONE 13-1023 Peach Fuzz inspira a pertencer, a se reequilibrar e a encontrar oportunidades de cuidado, evocando uma sensação de tranquilidade e oferecendo-nos um espaço para ser, sentir, curar e florescer. Ao encontrar conforto no PANTONE 13-1023 Peach Fuzz, podemos encontrar paz dentro de nós mesmos, impactando nosso bem-estar.

Site da Pantone
Amostra da cor do ano de 2024.

Hoje não é dia de web story da semana – geralmente é na terça-feira, mas já que em dezembro vale tudo, cá está uma web story:

Há um tempo, eu já convivi com essa cor em casa. Mas essa é uma longa história que eu vou contar mais para frente. O importante é que sim, essa é uma cor que me trouxe lembranças de outros tempos, principalmente aqui de dentro de casa, no que não deixa de ser uma lembrança afetiva.

Não perca nenhum detalhe do mês mais produtivo do site! Siga-me nas redes sociais abaixo:


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  2. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  3. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  4. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  5. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde
  6. Luneta Sonora 121: Um dia de recados soltos

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.