EI, VOCÊ QUE ESTÁ ESCREVENDO!

Escrever não é um bicho de sete cabeças, mas tudo será diferente tanto para quem trabalha com isso, quanto para quem também tá brincando com isso também, e também para quem trabalha digitando em um portal de notícias, num blog, não importa para quê, sobre o quê, e do quê você está escrevendo. 

Se certamente você trabalha num portal de notícias, se acostumou com aquele editor clássico do WordPress. E antes disso já deve ter trabalhado com Blogger. Eu comecei um blog em 2008, e foi no Blogger. Era uma plataforma simplona naquela época.

Mas era do Google. E foi uma plataforma bem popular. Eles iam adicionando mais recursos e tal, mas aquilo era uma plataforma, digamos assim, mais fechada a se fazer alguma coisa mais ousada. Mas me segurei lá. Ainda acreditava que poderia evoluir.

Assim fui aprendendo noção de HTML, essas coisas. Mas para mudar algumas poucas coisinhas que achasse conveniente mudar. Mas não dava para fazer tudo o que eu gostaria.

Fiquei no Blogger até 2014. O desafio do WordPress – aquele que julgava ser impossível quando criei um blog – surgiu exatamente aí.  Eu já tinha noção de como seria por ter feito edições para um blog de uma matéria da faculdade. Pronto, quis entrar.

E foi direto no… Autohospedado! Aquele onde você coloca plugins, temas, faz tudo como você quer. Tinha amigos que ainda usavam Blogger. Se sentiram influenciados a mudar também. E hoje todos os que eu conheço também evoluíram.

Alguns são os meus clientes da 612. E recebem todo o suporte para manterem-se sempre atualizados.

Agora passo do editor antigo do WordPress para o Gutenberg. O temido, o assustador, aquele que não se sabe para onde vai, mas eu já sabia como seria. Testei os betas, quis saber como era! Porque a curiosidade me move.

E estão lembrados que utilizava duas plataformas instaladas em Wampserver no meu computador? Foi nelas que treinei. Foi nelas que brinquei. E agora posso escrever aqui.

Começou, e agora vamos ver no que vai dar. E como disse no post anterior, espero que não te assuste tanto quando for escrever o próximo destaque da sua área de interesse jornalístico.

Porque não importa para o que vá escrever, o papel sempre vai mudar. A máquina de escrever não será mais a mesma. Já escrevi esse blog em vários computadores. E até em celulares também. Tudo muda, a tecnologia é rápida.

Fica a sua essência, a sua identidade. O que não vai mudar jamais é o modo que você vai expressar as suas ideias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Confirmação em duas etapas no WhatsApp Como o Instagram classifica o que você vê O que é o TikTok? Entendendo os algoritmos do Instagram WhatsApp não irá limitar quem não aceitar nova política de privacidade Truques para ativar a função de pagamentos do WhatsApp Como exibir o número de curtidas no seu Instagram WhatsApp libera função de acelerar áudios Storytelling da Luneta Novos recursos de áudio do Facebook E se eu não aceitar os novos termos de uso do WhatsApp? Visualizando o número de curtidas no Instagram