Image

#bloganuary 017: Sobre se sentir amado (e porque isso importa)

A gente se sente amado por aquilo que a gente é. E isso importa muito.
, ,
Você pode dar um exemplo positivo de quando sentiu o amor de outras pessoas por você?

A gente se sente amado de tantas formas que eu poderia compartilhar uma síntese de todas as vezes que eu realmente me senti amado, entendendo que pessoas amam e me amam. Mas tá, isso eu vou colocar nas entrelinhas, porque eu queria poder resumir dessa forma.

A gente se sente amado quando entende que precisa de um tempo para si mesmo, e que muitas vezes não custa nada permitir que a pessoa viva esse tempo que pediu para si. E muitas vezes pedi esse tempo e me compreenderam. Isso importa muito.

E eu me senti amado quando aprenderam a respeitar o que eu sou e o que eu represento. E isso importa muito para mim, afinal, a gente ama as pessoas por aquilo que elas são, e não tenta mudar. Afinal, é assim que as pessoas me conhecem.

Porque só o amor é capaz de mudar, mas não radicalmente, ou será que sim? A gente que entende dessa forma, não é? Mas entende que é importante se sentir amado por aquilo que você é.

E sem precisar fazer esforço. Só precisa ser você.

Este é um tema proposto pelo Bloganuary, um desafio organizado pelo WordPress.com todo mês de janeiro com o objetivo de estimular o hábito da escrita diária, com um prompt diferente para cada dia do mês.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  2. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  3. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  4. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  5. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde
  6. Luneta Sonora 121: Um dia de recados soltos

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.