Você pode cobrar no WhatsApp. Literalmente

Cobrar aquele seu amigo no WhatsApp será possível. Isso porque o aplicativo lançou uma ferramenta de pagamentos que permite que você envie dinheiro – isso mesmo – para a pessoa com quem você está conversando. O que é uma mão na roda para quem utiliza o aplicativo para vendas – muita gente. Entenda melhor como é que isso vai funcionar e como você deve tirar proveito disso, afinal quem não quer uma mão na roda na hora de vender pela internet?

O blog oficial do WhatsApp apresentou o recurso justamente com a proposta de ser uma mão na roda para o pequeno empreendedor.

Mais de 10 milhões de micro e pequenas empresas movimentam a economia brasileira, e já é muito comum mandar um zap para essas empresas para tirar dúvidas sobre produtos e fazer pedidos. Com o recurso de pagamentos no WhatsApp, além de ver os produtos no catálogo, os clientes também poderão fazer o pagamento do produto escolhido sem sair do WhatsApp. Ao simplificar o processo de pagamento, esperamos ajudar a trazer mais empresas para a economia digital e gerar mais oportunidades de crescimento.

Post no Blog oficial do WhatsApp, apresentando o recurso de pagamentos no app.

O recurso deve chegar gradualmente nos celulares dos brasileiros – os primeiros do mundo a receberem esse recurso por motivos óbvios de popularidade do aplicativo no país. Entenda melhor como é que isso funciona e saiba usar, sabendo que nossos leitores ou vendem alguma coisa, ou tão cobrando de alguém… Para alguma coisa isso vai ser útil.

Como o recurso funciona

Tal como qualquer outro recurso do WhatsApp, não vai ser um bicho de sete cabeças. Promete ser bem fácil de usar, mas como envolve dinheiro, é necessária segurança. E então, decora senhas? Vai precisar.

Para utilizar o recurso, as pessoas envolvidas nas transações devem ser redirecionadas ao Facebook Pay, onde devem cadastrar uma senha de seis dígitos. Sim, Facebook Pay, lembra que o WhatsApp é do Facebook? A ideia é que essa ferramenta seja empregada também nas outras redes sociais dela – o próprio Facebook e o Instagram além do WhatsApp.

Imagem de dois celulares exibindo o recurso de pagamentos do WhatsApp. Fim da descrição.

E adicionar um cartão de débito – se você tem cartões de débito e crédito das bandeiras Visa e Mastercard emitidos pelo Banco do Brasil, Nubank e Sicredi, esses são os primeiros que podem ser cadastrados, mas o Facebook garante que outras bandeiras e outros bancos deverão ser incluídos no futuro.

Os pagamentos deverão ser processados pela Cielo. Quem vende será orientado a criar uma conta na administradora de cartões para receber o dinheiro, e tal como uma maquininha, incidirá taxas.

Entenda melhor como é que isso funciona através de um vídeo do próprio WhatsApp.

Todo esse procedimento é encriptado e acompanhado de padrões de segurança, garante o aplicativo.

Depois desse recurso, que gradualmente vai chegando aos celulares de todo mundo, o WhatsApp definitivamente será o último lugar que aquela pessoa que você tá cobrando vai arrumar desculpas para não lhe pagar aquele dinheiro que ele lhe deve, afinal é só mandar a ordem de pagamento.

E se você usa para vender, você pode aproveitar esse momento de reinvenção para oferecer mais uma forma de pagamento e facilitar a vida dos seus clientes. É para coisas como essas que a tecnologia serve, e é para isso que ela deve ser cada vez mais facilitada e incentivada.

Compartilhe este post