Sopa de letrinhas

Em 2020, fiz 186 artes iguais a essa acima. Mas a partir da arte do post passado, mudei os caracteres dessas artes, afinal, ano novo, cara nova para as artes aqui do blog, cada vez mais profissionais, cada vez mais amigáveis. Você vai entender melhor a sopa de letrinhas que eu andei fazendo aqui.

As fontes utilizadas são estrategicamente comerciais. Produzo as artes em uma ferramenta da Adobe, o Spark Post, que serve para produzir artes online a partir de recursos pré-disponibilizados e tamanhos adequados para cada rede social, criadas tanto do navegador do computador quanto de um aplicativo para celular. Como eu pago um plano da Adobe, eu posso utilizar uma gama de fontes comerciais como parte desse plano pago, todas com licença para uso pessoal e comercial.

Até o último dia de 2020, as artes de entrada dos posts – que são de tamanho padronizado tanto para que a home fique enxuta quanto para que caibam nas open graphs das mídias sociais – eram escritas assim, como na última arte do ano de 2020:

Arte 186 de 2020 do Blog Josivandro Avelar, post de Feliz Ano Novo.

Até então, as artes usavam a fonte Motiva Sans, que seguirá sendo usada nos cabeçalhos de portfólio e das Content Talks. Agora passam a usar a fonte Neue Haas Grotesk – ou melhor dizendo, é Helvetica.

Desse modo, essa foi a primeira arte do ano:

Arte 1 de 2021 do Blog Josivandro Avelar, abertura dos trabalhos do ano.

A nova letra ainda vai estrear nas artes das mídias sociais, como no Instagram. Acontece que há 34 artes produzidas que não entraram no ar até agora que ainda estavam escritas com a fonte Motiva Sans. E só posso colocar no ar as em Neue Haas quando eu limpar essa fila. É o famoso “produzi conteúdo, mas não coloquei ainda no ar”. Artes com a nova fonte já foram feitas, mas não salvei ainda em imagem, mas que já tem, já tem.

Como fica a distribuição das tipografias

Todas as famílias de fontes já usadas permanecerão sendo. Sim, não vou deixar de usar nenhuma, só que cada uma terá uma ocasião para ser usada, principalmente para evitar quebras de padrão. Mas uma nova se junta aos pacotes gráficos do blog.

E como já bem disse, mas faltou eu explicar direito, o blog é uma sopa de letrinhas que vai ter três famílias de fontes, a saber:

A família Montserrat é usada no layout do blog, em algumas artes institucionais, imagens de vídeos do YouTube e nas artes da 612 Comunicação, que seguirão inalteradas.

A família Motiva Sans passa a ser usada nas artes de ilustração das artes do Portfólio de artes, das #ContentTalks, dentre outras aplicações.

Já a família Neue Haas Grotesk Display passa a ser usada nas artes do blog já a partir da anterior – que já mostrei – além desta que ilustra este post. Será empregada nas mídias sociais assim que se esgotarem as 34 artes que ainda são escritas em Motiva Sans.

Pois bem, agora em 2021 vai ser assim. Organizei melhor para evitar as quebras de padrão e continuar imprimindo uma cara ao blog e as demais mídias. Toda essa mudança faz sentido com resultados, e entendo que sim, em time que está ganhando, se mexe para melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Como aceitar o convite de posts colaborativos no Instagram Como publicar posts colaborativos no Instagram Posts no Instagram no computador para todos A nova home do Blog Josivandro Avelar Novidade no Close Friends do Instagram