O shadowbanning existe? O Instagram esclarece!

Um dos maiores desafios de quem trabalha com o Instagram é sobre o tal do shadowbanning. O que é isso? Ele existe? Qual o posicionamento do Instagram sobre isso? Essa e outras respostas definitivas estão aqui, neste post. Vale a pena dar uma lida e entender melhor o que seria essa lenda, afinal de contas, ninguém quer cometer erros nem perder alcance nas plataformas de mídias sociais, em especial o Instagram.

O que seria esse tal Shadowbanning? Então, Shadowbanning seria um “bloqueio oculto” que o Instagram faz quando alguém supostamente descumpre uma regra da rede social. Ninguém conta o que é, nem eles avisam quando começaria. O que eles fazem na teoria é diminuir o alcance de suas publicações até que você corrija os supostos erros, os quais você é que tem que descobrir.

Isso é uma definição teórica. Mas será que essa é uma prática da rede social? Essa resposta quem pode te dar é o Instagram. E naquele post que a rede social publicou sobre o funcionamento dos algoritmos, está uma explicação bem transparente sobre a existência desse “bloqueio oculto”.

Para o Instagram, não é bem assim…

Ou como dizem, são coisas que as pessoas colocam na cabeça… É isso que o Instagram acha. A história foi explicada pelo próprio Adam Mosseri, CEO do Instagram, no post onde esclareceu como os algoritmos da rede social funcionam.

Melhor do que apenas explicar com suas próprias palavras, é esclarecer melhor o porquê dessa sensação.

As pessoas costumam nos acusar de “shadowbanning” (banir as sombras) ou de silenciá-los. É um termo amplo que as pessoas usam para descrever muitas experiências diferentes que tiveram no Instagram. Reconhecemos que nem sempre fizemos o suficiente para explicar por que removemos o conteúdo quando o fazemos, o que é recomendável e o que não é, e como o Instagram funciona de forma mais ampla. Como resultado, entendemos que as pessoas inevitavelmente chegarão às suas próprias conclusões sobre por que algo aconteceu, e que essas conclusões podem deixar as pessoas confusas ou vitimizadas. Essa nunca foi nossa intenção, e estamos trabalhando muito em melhorias aqui. Também gerenciamos milhões de relatórios por dia, o que significa que cometer um erro mesmo em uma pequena porcentagem desses relatórios afeta milhares de pessoas.

Adam Mosseri, CEO do Instagram

Volte dois posts desta série. Lembra do que eu falei sobre os algoritmos? Então, o que muitos entendem como “shadowbanning” pode ser uma simples ausência de interação do outro lado, ou seja, os seus seguidores. Não adianta, por exemplo, ver um post e não curtir, não comentar, não salvar, se essas interações se tornam raras no seu perfil, o algoritmo vai entender que os usuários estão achando o conteúdo desinteressante.

Logo, não é culpa sua, nem do Instagram

Apesar de não ser bem assim essa história de shadowbanning, isso quer dizer que você precisa melhorar as suas estratégias. E não poderia existir uma suposta proibição de sombra numa rede social que em tese, preza pela transparência. A segunda parte dessa explicação do CEO é mais clara sobre isso:

Também ouvimos que as pessoas consideram suas postagens recebendo menos curtidas ou comentários como uma forma de “proibição de sombra”. Não podemos prometer que você alcançará consistentemente a mesma quantidade de pessoas ao postar. A verdade é que a maioria dos seus seguidores não verá o que você compartilha, porque a maioria vê menos da metade de seu feed. Mas podemos ser mais transparentes sobre por que derrubamos coisas quando o fazemos, trabalhar para cometer menos erros – e corrigi-los rapidamente quando o fazemos – e explicar melhor como nossos sistemas funcionam. Estamos desenvolvendo notificações no aplicativo melhores para que as pessoas saibam na hora por que, por exemplo, sua postagem foi removida, e explorando maneiras de informar às pessoas quando o que postam vai contra nossas Diretrizes de Recomendações. Teremos mais para compartilhar em breve e também nos aprofundaremos nesses tópicos desta série.

Adam Mosseri, CEO do Instagram

Conclusão

Pois então, a que conclusão chegamos com o esclarecimento do Instagram? Não que exista um shadowbanning propriamente dito, mas isso depende muito das atividades da conta e de como os usuários se comportam na plataforma. Muitas vezes a gente pode cometer um deslize sem intenção, e o Instagram aplica sanções – afinal está em seus termos de serviço.

Bloqueios podem existir, mas a gente pode nem perceber. Desse modo, você pode rever a sua atividade e evitar erros e deslizes. Talvez a gente não consiga identificar de cara, mas em algum momento podem haver deslizes nas estratégias de trabalho.

Espero ter esclarecido melhor também através do posicionamento do CEO.

Leituras

Agora que você entendeu como os algoritmos trabalham, recomendo, se você ainda não leu, as leituras dos outros dois posts desta série:

Aproveite e siga-me nas mídias sociais – mais recentemente entrei no TikTok – se ainda não está no TikTok, clique aqui. Por aqui sigo trabalhando e mostrando um pouco dos bastidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.