O aniversário das cobaias do blog

O Instagram me lembrou que ontem, 7 de março, fez quatro anos que criei dois blogs dentro do meu computador (antigo). Entre parênteses porque meus atuais ambientes de desenvolvimento não são aqueles mesmos que estavam no outro computador. Hoje esses sites – que são as cobaias do blog – são outros, criados do zero, e que já estão até melhores.

Atualmente estão nesse “servidor particular” – para não dizer meu computador – três sites de teste e sete plataformas para clientes. Mas vamos falar justamente desses “sites de mentirinha” hospedados no meu computador que hoje praticamente salvam esta própria página de ser uma cobaia viva.

Como assim? Sites hospedados no seu computador?

Isso mesmo, é como se fosse um servidor. É instalado no computador um software chamado Wampserver, que instala na máquina os mesmos módulos que um servidor de sites tem.

Como assim? O servidor onde este blog está é um computador enorme. É nele que todos os arquivos do site estão armazenados. Do mesmo jeito que você usa o Windows Explorer para procurar os seus arquivos, você usa um navegador para acessar o site. Como o caminho do servidor é complexo, a gente passa um atalho.

E que atalho é esse? É o domínio. Em vez de você digitar uma sequência de números (o chamado IP), você entra neste blog pelo endereço josivandroavelar.com.br.

Voltando ao Wampserver, as instalações do WordPress – no caso os arquivos dos sites – ficam em uma pasta no computador, as quais são acessadas somente por ele, e pelo endereço localhost/qualquernome (exemplo ilustrativo para dizer que você pode dar o nome que você quiser para o seu “site de mentirinha”).

Ele já está com o servidor de banco de dados, pasta para colocar os arquivos, essas coisas.

O servidor só funciona no seu computador – e de mais ninguém. Só serve pra você trabalhar, ou brincar se quiser. Mas evita de você fazer qualquer alteração drástica numa página valendo.

Aqui aprendi sobre Gutenberg

Foi através das cobaias do blog que aprendi sobre Gutenberg e cheguei desenrolando quando o novo editor de texto do WordPress chegou aos sites valendo. Antes que isso acontecesse, o WordPress havia lançado um plugin do novo editor, e posteriormente ele foi incorporado ao core – integrado a plataforma.

Enquanto ainda estava no beta, escrevi no blog da 612 Comunicação quatro aulas para ensinar aos clientes, editores, a quem quisesse aprender, o novo editor de texto, as quais podem ser conferidas aqui. Tudo feito nos ambientes de desenvolvimento.

Enfim, as cobaias do blog

Os sites de clientes são atualmente sete, mas as cobaias do blog de fato são três, as quais são estas:

Cobaia-mestra

Leia também: Nos ambientes de teste da vida

Print do ambiente de testes do Blog Josivandro Avelar, exibindo uma foto de uma Kombi com o título "Volkswagen Kombi" abaixo. Fim da descrição.

Também conhecida como “Ambiente de testes”, é justamente a cobaia titular do blog, onde temas e plugins são testados antes de serem aplicados aqui ou nos sites dos clientes. Roda a mesma versão do WordPress que roda nos sites dos clientes. A primeira versão foi implementada em 2016, após instalar o Wampserver no computador.

É melhor conhecer os temas e plugins ali do que aplicá-los aqui e depois retirar – não tem banco de dados que aguente. A função desse “blog de mentirinha” é exatamente essa.

Plataforma Beta

A Plataforma Beta se parece com o blog por fora, mas por dentro roda a versão Beta do próximo WordPress a ser lançado. Para quem não sabe, toda vez que o WordPress está próximo de lançar uma nova versão, ela lança betas para que a comunidade conheça melhor os novos recursos que são adicionados à plataforma, e identifique possíveis correções a serem feitas antes do lançamento. Comumente são lançados 3 betas e 2 versões candidatas (release candidates), mas isso varia bastante.

Essa plataforma serve mais para isso, conhecimento da plataforma e do que virá de novo. Tanto é que não tem muitos plugins, que são testados como dito na cobaia-mestra.

Este tópico não tem um print apresentando por um motivo simples: a Plataforma Beta é um “clone” da cobaia-mestra, com os mesmos posts de demonstração e o mesmo tema – por sinal este do blog. Seriam duas imagens iguais.

Cenografia

Leia também: A oficina de cenários dos sites

Print do site de cenografia da 612 Comunicação, exibindo uma foto de uma Kombi com o título "Volkswagen Kombi" acima. Fim da descrição.

Lembra que eu falei sobre um site específico para modificação de temas? Esse é o “site de cenografia”, melhor explicado neste link acima. É o ambiente de desenvolvimento mais recente a ser criado.

É a cobaia de temas não só do blog, mas também dos sites dos clientes. Ali que os temas são modificados e deles, são gerados temas-filhos – motivo pelo qual este site também pode ser chamado de “maternidade” da agência.

Unidos por uma Kombi

Nem contei esse detalhe: as cobaias do blog são unidas por uma característica em comum: o post da Kombi.

Como é um carro que eu gosto bastante – até falei disso aqui no blog -, o “pão de forma” precisava estar representado de alguma forma neles. Então lá está a Kombi azul.

E é desse modo que tudo o que construímos está dando certo. E comemorando porque temos sites dando resultados excelentes, sorrisos de ponta a ponta nesse fim de semana.

O que me motiva para seguir trabalhando, mantendo o foco e a firmeza de que aqui ainda há muito a conquistar. E seguimos trabalhando ao vivo – ou nos ambientes de teste da vida.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *