EU QUERO É ESCREVER

Quando me perguntam que faculdade quero fazer e eu respondo jornalismo, logo dizem: você vai ser repórter de televisão. É normal que me façam essa pergunta, mas gente, quero que fique claro uma coisa: sim, quero trabalhar na mídia, mas não em televisão! O que quero fazer no jornalismo é exatamente a mesma coisa que estou fazendo aqui no blog: escrever sobre os temas da atualidade, as coisas que você vê, enfim, formar opiniões. O meio escrito me proporciona a liberdade de poder expressar as idéias que quero passar sem ser tendencioso. Ou seja, ou jornal, ou internet. E se tiver de falar, usar a minha voz, no mínimo prefiro o rádio.
Sinceramente falando, assisto pouca televisão. Assisto apenas programação local, e das emissoras nacionais, apenas os telejornais. O meio da televisão é mais opinião formada do que formadora de opinião, e o mercado atual de televisão muito me desagrada ultimamente, seja pela qualidade de sua programação, e pela concentração de recursos e transmissões por parte das duas maiores emissoras de televisão do país.
Mas acredito que a comunicação tem jeito, sim, e é para isso que eu espero que gente com novas ideias cheguem para mudá-la. E quero levar novas ideias também para fazer com que a comunicação seja plural e participativa.
Compartilhe este post