É, WhatsApp, continuamos falando daquilo…

Queria antes de mais nada abrir este post com um tweet de ontem à tarde. Me atualizo, me informo, escrevo, e todo dia é uma surpresa diferente sobre aquele assunto que vocês já devem saber o que é. Porque não é possível que ainda estejamos falando daquilo…

…Mas estamos. E continuamos falando daquilo. E dessa vez você viu até onde chegou; no Procon, Ministério da Justiça, todo mundo querendo que o WhatsApp se explique sobre essa história da política de privacidade e que dados ela realmente compartilha com o Facebook.

Se você ainda não entendeu direito a política de privacidade – e agradeço desde já os feedbacks sobre o assunto, você deve lembrar do esclarecimento que o WhatsApp enviou e eu (tentei) resumir no post anterior. Está tudo resumido aqui nesta web story abaixo.

E assim eu espero que não seja surpreendido novamente com o WhatsApp… Apenas para tentar completar, se é que isso é possível, estou preparando um post – com web story – sobre as alternativas ao aplicativo, já que a fuga de usuários para aplicativos concorrentes é inegável.

E assim começamos o ano de 2021. Com uma dessas histórias intensas de cobrir quando se trabalha com conteúdo. Nada pode ser mais emocionante no seu ramo quanto isso. E pensando também em quantas pessoas você pode estar ajudando. Porque de certo modo, você está.

Eu estou editando este post no celular em plena madrugada, aos trancos e barrancos, porque tô na luta e escolhi comunicar. Mas tô também em outros lugares. Siga-me também nas mídias sociais procurando por @josivandroavelar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.