E O CENTRO PAROU HOJE DE NOVO…

Ontem, os motoristas e cobradores de João Pessoa pararam a Lagoa do Parque Solon de Lucena. Em campanha salarial, reinvidicam um reajuste de 14%.

Hoje, fizeram isso de novo.

Estava voltando de uma reunião com os colegas de faculdade para dar continuidade ao TCC. Eu já sabia que haveria uma manifestação, sim, tanto que me programei para sair antes e voltar depois da mesma. Mas…

…Não foi bem isso que aconteceu. A manifestação prevista para começar às 14 horas começou às 16 horas, justamente na hora que eu estava voltando para casa.

manifestação de motoristas 13

Um grupo de manifestantes caminhou do Lyceu Paraibano em direção à sede da Prefeitura. Esse grupo de manifestantes era justamente o dos motoristas. E como não poderia deixar de ser, eles foram parando os ônibus que chegavam na Lagoa no momento.

manifestação de motoristas 14

Já por volta das 16:20, a Lagoa já estava travada. Ninguém podia mais embarcar nos ônibus simplesmente porque eles estavam impossibilitados de sair dali. Até porque foram barrados pelos motoristas em campanha salarial. Um passageiro até surtou dentro de um carro do 701. Saiu do carro acompanhado da Polícia.

Quando a manifestação se dirigiu ao viaduto do Terceirão, resolvi logo pegar um ônibus para – ao menos tentar – voltar para casa. Peguei um ônibus da linha 202, que já estava bem lotado. Alguns passageiros inclusive, haviam descido de outro veículo barrado. Pois bem, o veículo ficou 20 minutos parado ali depois que eu peguei. E andou a passos de tartaruga quando chegou no Terceirão. À essa altura, os operadores de transporte haviam se juntado a uma outra manifestação – esta última de estudantes e ativistas culturais.

O veículo foi lento, lento, lento e foi possível ver que a manifestação estava se dirigindo ao Terminal de Integração – pronto, vão fechar o terminal como sempre fazem em outras manifestações – Os manifestantes se dirigiram ao terminal, porém o mesmo não teve seus portões fechados. No veículo em que eu estava chegou a ter um princípio de tensão, já que o motorista foi orientado somente a deixar os passageiros no terminal; os mesmos se recusaram a sair do veículo alegando que estavam apressados e queriam voltar para casa.

Resolvi descer do veículo em que eu estava no terminal. Neste instante os manifestantes estavam saindo de lá. Era tempo suficiente para esperar mais um pouco – a manifestação vai até o Paço Municipal – e pegar um veículo mais vago para seguir viagem. Consegui voltar para casa em um outro veículo da linha 202.

E se lembram que a manifestação começou no horário em que eu cheguei no Centro, às 16 horas? Peguei o outro ônibus às 16:30. E só consegui voltar para casa às… 18:30. Esse é um itinerário que eu faço em meia hora. E por conta de tudo o que aconteceu hoje levou duas horas e meia.

Se não me engano – e se eu estiver errado podem corrigir – essa foi a quinta ou sexta manifestação que acontece no Centro de João Pessoa desde o início da onda de manifestações que o Brasil passou a presenciar desde mais ou menos o início de junho. Foram várias manifestações de estudantes, de médicos, de motoristas (essa dos motoristas foi a segunda), de várias categorias, enfim, do povo todo. Todo mundo tem uma insatisfação a expressar e uma reinvidicação a fazer.

Se ontem a Lagoa parou, hoje foi o Centro da cidade todo.

Autor: Josivandro Avelar

Nascido, criado e morando em João Pessoa, Paraíba. A mente criativa - e inquieta - da 612 Comunicação.

2 pensamentos em “E O CENTRO PAROU HOJE DE NOVO…”

  1. no caso invadiram o terminal de integracão? a aetc não foi fechar o portão pra tentar barrar? já deixou aberto de vez mesmo porque sabe que não dá pra segurar por muito tempo?

  2. Sim, Anônimo, os manifestantes entraram no Terminal de Integração, e o portão não foi fechado. Certamente não deu para impedir a entrada dos mesmos – ou foram mais rápidos que os porteiros do terminal, ou os mesmos não tiveram como segurar.

    Eles passaram pelo corredor do meio da Integração, entraram e saíram em menos de 10 minutos. Não chegaram a fechar o terminal de fato. Apenas a plataforma 2 da Integração (onde param os ônibus de Cruz das Armas) foi ocupado pelos manifestantes. Por conta disso, esses veículos tiveram que passar nas outras plataformas.

Os comentários estão desativados.