CENAS QUE ACONTECEM NA CIDADE

Hoje de meio-dia e meia aconteceu um congestionamento na Diogo Velho, aquela rua de onde os carros saem da Lagoa e vão para Jaguaribe. O motivo de mais esse congestionamento foi um caso de suicídio: um homem com crise depressiva se atirou de um caminhão do exército que passava na rua, no cruzamento com a Pedro II. Podia-se mesmo ver um caminhão do exército parado ali naquele cruzamento. Um outro caminhão também do exército foi para o local na hora em que o coletivo onde eu estava passou pelo congestionamento.

Imaginava que algo aconteceu com o caminhão e isso tenha provocado o congestionamento, mas por meio de uma matéria que li no Portal Correio fiquei sabendo que o tal caminhão havia se envolvido em um atropelamento. Segundo a matéria, o homem estava em companhia da esposa, aguardando o sinal vermelho para atravessar a rua, quando, ao ver o caminhão passando, soltou a mão dela e se jogou de lá. Difícil entender o que leva o ser humano a atentar contra sua própria vida.

E ontem, não sei a que horas, mas deve ter sido por volta das dez e pouco da noite, aconteceu um acidente de moto no famoso cruzamento da Tabajaras com a Getúlio Vargas, o do Lyceu mesmo. Soube disso pela televisão. De repente caem dois cidadãos de uma moto e dão trabalho para a polícia… e para o SAMU, que teve de atender e acalmar o condutor da moto, em visível estado de embriaguez, cantando e dançando como se não tivesse sofrido um acidente de moto. Quem viu a cena viu que ele passou uma vergonha e tanto. Quando acordou daquele dia…

Cenas que acontecem nos movimentados cruzamentos do Centro de João Pessoa.

Compartilhe este post