BALANÇO DA PRIMEIRA LISTA DE DESEJOS – 2020

Em 2016, por decorrência da eleição municipal, criei três listas de desejos, afim de saber quais deles iriam ser realizados nesses quatro anos. Pois bem, chegamos quase lá – setembro é a meta. E até lá, como estão os desejos das listas?

Começamos pela primeira, que é esta aqui do link. Pegamos a lista e riscamos as metas consideradas cumpridas. Eis elas:

Acho que aqui evoluímos. De meia meta no último balanço, para quatro meias metas cumpridas. Estamos evoluindo aos pouquinhos, continuem assim!

Relembremos o balanço anterior sobre as vias asfaltadas:

Foram asfaltadas entre 2017 e 2018, além da São Judas Tadeu, a Souza Rangel e a Elias Cavalcanti de Albuquerque. Outras, como a São João e a José Francisco da Silva, permanecem com o mesmo asfalto de sempre. Fizeram tapa-buracos até.

Balanço anterior, de outubro de 2018.

São João já foi asfaltada. O recapeamento foi feito no final do ano passado. A Rua João Barreto Filho também foi recapeada. Além dela, ainda teve asfalto novo na José Gomes da Silveira (outra rua que acreditava-se que nunca iria receber asfalto novo), que é a via que termina como Xavier Júnior em Cruz das Armas. A obra, segundo a Prefeitura, foi para oferecer uma opção de tráfego direto entre o Cristo e Cruz das Armas. Outra via que liga os dois bairros, a José Tavares, também recebeu nova camada de asfalto.

As vias onde passam o ônibus 204, José Francisco da Silva e Fraternidade, seguem sem asfalto novo. Para esta primeira, há licitação onde esta via está incluída, mas nenhuma obra foi feita ainda. Além destas, ainda falta asfalto novo na Antônio Teotônio – rua onde fica o CT Maravilha do Contorno – e Fernando Cunha Lima, que virou uma via principal de trânsito por causa do Viaduto do Geisel, visto que os motoristas descobriram que tal via leva até a José Tavares, fazendo com que se vá do Geisel para Cruz das Armas sem passar pela BR-230.

Do asfalto para a pedra

Quanto a pavimentação de ruas do bairro do Rangel, evoluímos também: a parte que faltava da Osvaldo Lemos foi pavimentada no meio do ano passado. A parte que faltava da Rangel Travassos está em obras. Há previsão para a pavimentação da parte que faltava da Mourão Rangel, mas nada de obra até agora.

O que falta ser pavimentado no Rangel se resume “a parte que faltava”, por causa da mania que as gestões tem de calçar ruas à prestação. Agora faltam – e para isso não tem previsão de obra:

  • 14 de Julho – do Varejão do Preço até o final;
  • José de Melo Lula – da Souza Rangel até a São Geraldo;
  • São Geraldo – toda ela;
  • Rafael Mororó – da Bom Jesus até a São Geraldo;
  • Luzia Pedrosa – há uma parte desta via que começa na Abdias dos Santos Passos e termina na São Geraldo. E tem o mesmo nome da via do Cristo Redentor – como uma continuidade desta.

Sem jardinagem, mas com evolução

As praças que existem no Cristo e no Rangel ainda devem melhorias de jardinagem e manutenção, mas novas surgiram nesse meio tempo: a Praça do Inocoop e uma em construção no Bela Vista.

Na Nereu de Morais Coelho, o único resquício da rua que se deseja foi feito na lateral de um edifício – por sinal o mais alto do bairro do Cristo, com oito andares.

Ê Feira…

De todos os desejos da lista, um pena pra sair daí: é o Mercado Público do Rangel. Nenhuma intervenção pesada está prevista para o equipamento, mas sim uma obra de “serviços de manutenção corretiva, Reparação, Adaptação e Modernização de instalações, estruturas e ambientes” em seis mercados públicos de João Pessoa, dentre eles o do Rangel.

E não espere muita coisa; a obra no Mercado Público – orçada em quase 55 mil reais – deve ser uma reforma básica no galpão que fica no centro da feira. Isso é o que deu a entender a lista de materiais que está nos anexos do edital de licitação – que qualquer um pode ver no Portal da Transparência.

De resto, continua a bagunça – inclusive nos arredores.

Mais perto…

A parte de “Melhorias nas escolas municipais” pode ser uma meia meta concluída graças a uma obra no maior das escolas municipais do Rangel, a Dumerval Trigueiro Mendes. A obra está orçada em 1 milhão de reais – informação essa aposta na placa de obra que está em frente à escola, para todo mundo ver.

Para valer isso tudo, a obra deveria ser pesada, mas está, vamos dizer assim, caminhando. Era possível ver operários trabalhando no ginásio e um novo poste com transformador foi instalado. Agora falta ver o resto.

Se aqui caminhamos bem, vamos ver como ficaram as outras duas listas nos próximos posts.

Confira aqui as listas de desejos do Blog Josivandro Avelar:

Como arquivar conversas no WhatsApp Contando stories de um novo jeito Recursos que estão chegando no WhatsApp Recursos de segurança do Instagram Bug da câmera do WhatsApp resolvido Backups mais seguros no WhatsApp WhatsApp em quatro dispositivos O bug da câmera do WhatsApp Fotos em alta qualidade no WhatsApp?! O Instagram não é mais uma rede social de fotos?! Como ganhar dinheiro no TikTok Mídias autodestrutivas no WhatsApp?!