Pesquisas do ano no Google: o quanto fomos curiosos em 2021 – Parte 1

Todos os anos, o Google divulga o seu Year in Search, que neste ano chamo pelo seu nome em português: pesquisas do ano. Depois de um ano passado bastante difícil e ao mesmo tempo desafiador, esse ano nos trouxe uma esperança de que sairemos de uma vez da pandemia. Sim, ainda não saímos e ainda estamos sentindo, mas tudo isso vai ter um fim e logo podemos viver nossas vidas talvez não da mesma maneira, mas mais fortes do que antes.

Um pouco do que foi a pandemia e a vacinação estão aqui nos resultados, fora um monte de coisas que aconteceram na velocidade da luz neste ano, e é isso que marca o ano que está terminando agora: um fio de esperança e a velocidade dos fatos.

Assim como no ano passado, vou dividir os resultados divulgados pelo Google em três posts com seis tabelas cada. Como o modelo de incorporação nativa das tabelas do Google não é uma maravilha, ainda no meio da publicação do Year in Search do passado fiz as tabelas no Flourish. Podendo copiar os modelos que fiz no ano passado e contando com reforços na edição de artes com o Figma, que uso para as artes em massa, consegui agilidade tanto na montagem das tabelas, quanto nas artes dos posts, que você confere no Instagram deste editor.

Então, vamos lá? Começamos logicamente pelo começo.

O que o Brasil buscou em 2021

O termo mais buscado de 2021 é Marília Mendonça, cantora que faleceu no mês passado em um acidente aéreo em Minas Gerais. Tal foi o misto de surpresa e comoção com a perda repentina da cantora – que tinha 26 anos, uma carreira consolidada, um legado na música sertaneja e muito ainda pela frente – que em pouco mais de 30 dias, esse é o termo mais procurado do ano no Brasil – e o terceiro no mundo -, o que conta a busca não só pelas notícias sobre o acidente, mas também sobre a própria cantora e suas músicas, tendo emplacado vários sucessos.

Os outros nomes que aparecem no “top 10” são os do MC Kevin, que faleceu após cair da sacada de um hotel no Rio de Janeiro, e de Lázaro Barbosa, criminoso que deu trabalho para as polícias de Goiás e do Distrito Federal numa caçada que durou dias e acabou com ele capturado morto.

Todos os demais termos são relacionados a futebol. Curiosamente nenhum deles relacionado ao Atlético Mineiro, campeão brasileiro de 2021. E passou várias rodadas na liderança do campeonato. O time mais buscado foi o Palmeiras, conforme você vai ver em outra tabela relacionada só a times de futebol – spoiler: o Atlético também não aparece.

Ah, como continuamos curiosos…

Se ano passado nós já éramos curiosos, imagine nesse ano com tantas novidades acontecendo o tempo todo. Não pode ser cringe.

Essa é a primeira vez que você lê essa palavra aqui no blog, que significa “vergonhoso” em inglês, um termo que a geração Z – jovens entre 18 e 24 anos, definindo o que achavam vergonhoso da geração de millennials – que definem as pessoas entre 25 e 34 anos, a começar por este editor que tem 33 e por pouco não é um.

A palavra “basculho” é uma gíria pernambucana que define uma pessoa que você despreza, que não serve para nada. Essa palavra veio parar aqui por causa de uma discussão no BBB 21, onde o participante Gilberto Nogueira – o Gil do Vigor, que é pernambucano – disse em uma discussão com a participante Pocah que não veio do lixo para perder para basculho. Por se tratar de uma gíria regional, pouca gente entendeu o que que a palavra “basculho” significava. Foi pesquisar no Google.

O que aconteceu com o WhatsApp? Nem me lembre.

Sobre o que é gelotologia, a única coisa que você vai encontrar na Wikipedia é “A gelotologia é o estudo do humor, do riso e de seus efeitos psicológicos e fisiológicos no corpo humano.” Pronto, é isso que significa.

Politraumatismo foi a causa da morte da cantora Marília Mendonça. O que aconteceu com o MC Kevin foi respondido na tabela anterior. O Taleban se refere a retomada do poder por este grupo no Afeganistão. Estigma eu não sei o que está fazendo aqui.

Comorbidade e imunossuprimidos são termos relacionados à vacinação, quando ela começou; esses foram alguns dos primeiros grupos imunizados na campanha. E que devem procurar um posto de vacinação se já tomaram a segunda dose há 150 dias, pois precisam da dose de reforço – extensivo a todo mundo de 18 anos para cima, até eu mesmo.

O que aconteceu no ano?

Sim, as Olimpíadas aconteceram neste ano em Tóquio. Eram para ser em 2020, mas a pandemia fez com que pela primeira vez o evento fosse adiado e trazido para um ano ímpar. A vacina representa o fio de esperança de que iremos sair dessa e que talvez nada mais vá fechar – outro termo que aparece na tabela é lockdown.

O caso do WhatsApp, que você acompanhou aqui no blog, foi um dos acontecimentos do ano, bem como a queda do avião de Marília Mendonça. E o foguete chinês? Foi um que caiu em maio deste ano no Oceano Índico. A greve dos caminhoneiros que seria no início de novembro deste ano foi apenas uma ameaça.

O Caso Lázaro já foi referido na primeira tabela, e o Caso Henry Borel se refere ao assassinato do menino Henry Borel Medeiros acontecido no dia 8 de março no Rio de Janeiro. Ele tinha apenas quatro anos. Os réus são mãe – Monique Medeiros – e padrasto – Dr. Jairinho, que era vereador e teve o mandato cassado. O casal está preso, e já foi realizada uma sessão de audiência de instrução e julgamento do caso no dia 6 de outubro – novas sessões estão marcadas para 14 e 15 deste mês.

E já que falamos em Olimpíadas…

Temos na tabela acima nove atletas brasileiros e uma estrangeira – a ginasta norte-americana Simone Biles, que chegou as seis finais da ginástica artística (justamente todas do feminino), mas desistiu de quatro por conta do zelo pelo seu bem-estar emocional e físico – nas duas que disputou, ganhou uma prata (por equipes) e um bronze (trave).

E em duas dessas finais estava Rebeca Andrade, que conquistou um ouro (salto) e uma prata (individual geral).

Skate e surf estrearam em Olimpíadas e de cara com brasileiros no pódio. No skate os atletas brasileiros levaram três medalhas de prata, e o destaque da tabela acima é de Rayssa Leal, a mais jovem medalhista olímpica da história até aqui, ao conquistar a medalha de prata no park feminino com 13 anos – sim, ela nasceu em 2008, mesmo ano que este blog entrou no ar. No surf, Ítalo Ferreira conquistou a medalha de ouro, e Gabriel Medina também disputou a competição, mas saiu sem medalha.

Ana Marcela Cunha conquistou a medalha de ouro na maratona aquática.

Todos os demais atletas da tabela são do vôlei, sendo que apenas o feminino conquistou medalha – de prata – e o nome mais buscado foi o de Rosamaria Montibeller. No vôlei masculino, destaque para os nomes de Maurício Souza – que teve o nome em evidência não por conta da Olimpíada em si, mas por conta de declarações consideradas homofóbicas em redes sociais ao criticar a abordagem de uma história em quadrinhos do Superman – e Douglas Souza, que também disputou a Olimpíada e foi justamente o primeiro jogador da Seleção Brasileira de Vôlei a se declarar gay, isso em 2018. Em 2020, viralizou com vários vídeos de bastidores da preparação para a Olimpíada.

Que beleza de pesquisa…

O Google resolveu abordar termos de pesquisa relacionados a beleza, e talvez isso interesse sabe a quem? A você, manicure, a você, designer de sobrancelhas, e principalmente a você, cabeleireira, que deve ter sido bastante requisitados nesse ano, após um 2020 difícil. 2021 foi o ano de se cuidar e profissionais como os que eu mencionei foram bem procurados. Não esquecendo também das maquiadoras.

Vai dos penteados até a alopecia – que para quem não sabe é calvície, ou seja, queda de cabelo. Lash lifting é uma técnica de curvatura de cílios. O ácido hialurônico veio parar aqui não sei como, mas creio que por causa das propagandas da Avon. Mesmo eu sendo filho de revendedora da marca, eu não me lembro de que produto essa qualidade foi tão ressaltada.

Bola na trave não altera o placar…

O Google também resolveu categorizar os clubes de futebol em uma tabela específica neste ano, e o campeão da tabela é o Palmeiras, que conquistou a sua terceira Libertadores da América, seguido pelo Corinthians, São Paulo, PSG e Santos. Como podemos ver acima, não é porque o time esteve bom ou ruim o ano todo que vai figurar entre os mais buscados em 2021. Isso explica, por exemplo, o São Paulo nessa tabela. Ganhou o Campeonato Paulista deste ano, porém o time não jogou um Campeonato Brasileiro maravilhoso – muito menos o Santos, que também está nessa tabela.

O Flamengo, clube de maior torcida do país e que foi campeão brasileiro no ano passado neste ano – por conta dos adiamentos da pandemia, o Campeonato Brasileiro de 2020 só acabou em fevereiro de 2021 -, aparece na oitava posição. O que chama atenção é o fato de que nem o Atlético-MG, que liderou o Campeonato Brasileiro de 2021 quase todo e foi campeão brasileiro semana passada, e nem o Athletico Paranaense, campeão da Copa Sul-Americana há duas semanas, aparecem na tabela. E olha que os dois são finalistas da Copa do Brasil.

Nesse ano os tops são 18 – ano passado foram 15 – e nesse post eu coloquei as seis primeiras tabelas. Em mais dois posts tem mais seis tabelas cada uma para compartilharmos juntos o que o Brasil mais pesquisou no Google. Você também vai ver essas tabelas – em formato de arte, é claro – no meu Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vem aí um novo jeito de ouvir áudios no WhatsApp Reorganizar o feed do Instagram? Um dia será possível Importando conversas do WhatsApp do iOS para Android Como colocar capa nos destaques dos stories do Instagram Instagram vai mudar apresentação do feed inicial