O sistema não é apenas o veículo

Toda semana tem a coluna do Josivandro Avelar no Ônibus & Transporte. E na coluna de hoje falo sobre como as pessoas notaram as deficiências do sistema por causa do estado da frota, quando as coisas sempre foram assim e elas raramente notavam no tempo das “vacas gordas” do sistema pessoense, mostrando que o sistema não é apenas o veículo, vai muito além disso.

E falo sobre as deficiências do sistema de linhas da cidade, que é radiocêntrico e com várias gambiarras. Em várias colunas você vai ouvir falar sobre a “cultura do arrodeio”, aquela em que você não se importa em arrudear se tiver uma linha “direta”, assim, entre aspas. Dei até um exemplo disso por lá.

Segue aí um trechinho da coluna de hoje:

Manter essa estrutura radiocêntrica de linhas e corredores não faz o menor sentido para a dinâmica de uma cidade e para onde ela cresce. Mas pelo visto há anos, ninguém percebia que essa era uma bomba que já estourou, mas que ninguém sentiu sua explosão pelo êxtase com ônibus novos. Mas sabe como é: ninguém aqui parece se incomodar com atrasos, se você vai ficar preso no congestionamento, se você vai chegar atrasado no trabalho. O que importa é arrudear, porque está em um ônibus decente! Mas não é o veículo ônibus o único foco dos problemas – e dane-se os outros.

E aí, quer ler o restante desta coluna? Confira em linhas gerais porque o sistema não é apenas o veículo no Ônibus & Transporte clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.