OS URSOS DO CARNAVAL PARTE 2

Um dia desses falei sobre os blocos de urso (os famosos ala ursas) que começavam a desfilar no bairro, a um mês do carnaval, e sobre as características básicas de cada um deles. E não é que agora eles estão a todo o vapor? Volta e meia vê-se um ala ursa passando na minha rua (ou na principal), aliás não só na minha rua, em todo lugar da cidade vê-se um. Quanto mais perto do carnaval, mais eles aparecem. E de todas as formas possíveis, algumas nada parecidas com ursos, mas são ursos. Ou melhor, ala ursas.
E o urso, como eu disse, não apenas está lá para pagar o mico, ser o carro-chefe do bloco, ele também sofre por vestir toda aquela roupa pesada e grossa num calor de 34°C. Ontem mesmo, perto de casa, teve um urso que não aguentou e parou o desfile no meio. Mas, como apesar das adversidades, urso também se diverte, o desfile recomeçou.
É como eu disse: é um elemento de nossa cultura, e o que seria de nós sem ela? E nada pode impedí-los de se divertirem como bem entenderem.

Compartilhe este post