Image

Olhares da noite

Aos olhares da noite que poucos notam, aos olhares de quem aprecia.
,

É bom dar uma olhada na noite. Tanta coisa que a gente nem repara direito, mas acontece. Aliás, a noite sempre acontece e estamos atentos justamente aos olhares da noite, mesmo que essa seja a minha hora preferida de trabalhar.

Afinal, é na noite que a gente se inspira. É na noite que a gente pensa no que vai fazer no dia seguinte. E planeja tantas coisas, tipo esse post aqui que eu escrevi ontem, inspirado em um dos tantos aspectos da minha cidade.

Ontem foi dia de superlua. E toda superlua vale a pena de ser vista. Apesar da evolução das câmeras de celular, mesmo a minha não consegue tirar uma foto nítida da Lua.

Mas eu mesmo me impressiono como a câmera consegue captar um registro nítido do próprio céu.

Olhares da noite, olhar para a Lua.

A Lua ajudou, é verdade. Mas a câmera também colaborou, e como elas evoluíram. Até então parecia impossíveis tirar uma foto assim do céu noturno. Ter uma câmera melhor ajuda demais.

Em outubro terá um eclipse solar. A cidade de João Pessoa será agraciada a ver esse fenômeno em sua plenitude em um pôr do sol, que em casa fica por trás de onde moro. Vale se esforçar para ver.

Enquanto isso, seguimos atentos aos olhares da noite.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 127: Sério que eu esqueci dos três anos do podcast?
  2. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  3. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  4. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  5. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  6. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.