Instagram testa recurso de assinaturas

O Instagram está testando um recurso que permite aos criadores de conteúdo vender assinaturas de conteúdos específicos para os usuários. Funciona assim: o criador de conteúdo habilita um botão de assinatura e cobra um determinado valor por conteúdos exclusivos que só os assinantes podem ver.

Mas que conteúdos seriam esses? Stories selecionados – sabe o close friends que já tem gente que cobra por fora? Então é isso aí -, transmissões ao vivo exclusivas e a possibilidade de gratificar os assinantes com um crachá que aparece nos comentários e mensagens.

O recurso foi anunciado pelo CEO do Instagram, Adam Mosseri, em suas redes sociais. Aliás, praticamente tudo o que o Instagram vem lançando, o CEO vem anunciando nas redes com frequência. Tá aí mais uma.

Criadores de conteúdo podem determinar o quanto querem cobrar

Os criadores de conteúdo podem determinar o preço que querem cobrar por esses conteúdos. Por lógico, o Instagram deve exigir requisitos mínimos para habilitar o recurso, e número de seguidores vai contar. Até aqui, o Instagram ainda não vai cobrar uma porcentagem dessas assinaturas.

E como tudo que o Instagram anuncia, o recurso está em teste. E o teste está sendo feito em contas selecionadas de criadores de conteúdo dos Estados Unidos, os quais foram: @alanchikinchow, @sedona._, @alizakelly, @kelseylynncook, @elliottnorris, @jordanchiles, @jackjerry, @bunnymichael, @donalleniii e @lonnieiiv.

Disposto a pagar?

Há sempre aquele dilema antes de dizer que isso é uma boa para os criadores, porque chegamos naquele ponto que toca na parte mais sensível do homem. É lógico que os criadores de conteúdo querem faturar com o trabalho que realizam na plataforma. Outra coisa completamente diferente é o usuário do outro lado estar disposto a pagar, a menos que seja muito fã daquele criador – aí sim eu diria que ele está disposto a pagar o valor que quiser.

A esperar para ver como o recurso poderá ser usado e se usado, se esse recurso vai colar.

O meu conteúdo segue gratuito – siga-me no Instagram e tenha tudo a hora que você quiser. Mas se eu cobrasse, você estaria disposto a pagar? Afinal de contas, criador de conteúdo também tem contas para pagar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sair dos grupos do WhatsApp sem ser notado? Seria um sonho? A semana no blog- 8 a 14 de maio Como usar as reações em mensagens do WhatsApp A semana no blog- 1 a 7 de maio Novidades em teste no WhatsApp em múltiplos dispositivos