Image

EDITOR SOZINHO NÃO FAZ MILAGRE

Isso é uma coisa que eu sempre quero lembrar para quem envia marcas já prontas para as agências de publicidade. […]
,

Isso é uma coisa que eu sempre quero lembrar para quem envia marcas já prontas para as agências de publicidade. Da necessidade de se enviar marcas abertas para redimensionamento e uso para as suas próprias artes. Suas próprias artes. Tenho que repetir isso…

E o que é um arquivo aberto? É aquele onde você tem a necessidade de editar, de mudar o que quiser, de aumentar e diminuir. Expressei isso no blog do site da 612 Comunicação.

E quais os principais formatos de imagem aberta, Josivandro? São esses aqui, simples!

  • PDF: Portable Document Format, formato que pode ser editável em Photoshop ou Illustrator;
  • EPS: Encapsulated Postscript, formato editável no Illustrator ou no Corel Draw, bem como no Inkscape – programa de vetorização open source;
  • AI: formato padrão do Adobe Illustrator;
  • SVG: Scalable Vector Graphics, formato que pode ser editado em Illustrator, Photoshop e é o padrão do Inkscape;
  • CDR: formato padrão do Corel Draw, pode ser convertido em qualquer um desses formatos sem perda de qualidade.

Atualmente uso mais o Illustrator e o Inkscape – esse programa é massa, sério, e quero falar dele mais para frente – para fazer a edição das artes de marca – as mídias sociais são feitas em Photoshop e aplicativos móveis. Mas eles sozinhos não fazem milagre nem são varinhas de condão. São operados por humanos, e não por x-mens.

Por isso mesmo muitas marcas terminam readaptadas quando são enviadas em formato fechado – o formato imagem. Quando digo formato imagem, é JPEG, PNG, ou seja, formatos que já foram fechados. São esses os formatos de mídia social, por exemplo; quando preciso dos arquivos abertos, monto tudo e quero fechar. E fecha-se convertendo em imagem. O que foi convertido em imagem, vai precisar de ajustes visuais, somente isso e nada mais.

Então já sabe: se você tiver uma marca e quiser fazer as mídias sociais com uma agência de publicidade – isso vale para a 612 Comunicação e qualquer outra, logicamente – envie sempre as marcas em formato aberto. Peça ao designer que criou a marca para enviar o arquivo nos formatos acima mencionados para facilitar o trabalho do designer que vai criar suas artes de social media, se não for usar o mesmo – a preferência é que o designer que criou sua marca faça também as suas artes de mídia.

Isso, amigos. Editor sozinho não faz milagre. Computador, muito menos. E até pra isso você precisa ser craque, porque para que um computador faça tudo, ele vai precisar de… Humanos!

Cérebros de verdade, sem neurônios eletrônicos, se bem que neurônios realmente precisam de impulsos elétricos. Mas de uma energia que hidrelétrica nenhuma vai te fornecer.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  2. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  3. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  4. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde
  5. Luneta Sonora 121: Um dia de recados soltos
  6. Luneta Sonora 120: Pessoas reais, conexões reais, propósitos reais

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.