É A CAGEPA, SEM MAIS

Enquanto estava concluindo a série de desenhos, tive que sair por um instante para presenciar o rio que a minha rua e outras do Rangel – incluindo as vias principais – viraram agora há pouco, com mais um estouro de uma tubulação da Cagepa. Pior que isso, foi perto de casa.

É comum a tubulação estourar em outras ruas e você só sentir a falta de água. Agora a corredeira é aqui perto, aqui em frente, aqui atrás, descendo a ladeira.

Mais um cano estourado no Rangel. Transtorno para o bairro todo.
Mais um cano estourado no Rangel. Transtorno para o bairro todo.

O estouro do cano foi agora há pouco, por volta das 21:40 da noite. A Rua Rafael Mororó, entre as duas vias principais, está inundada, e várias ruas que a cortam, incluindo a onde eu moro, viraram canais de água. As calçadas do lado esquerdo da 2 de Fevereiro e direito da Vicente Costa Filho estão parecendo verdadeiras corredeiras d’água.

O cano estourou onde está esse morador da rua colocando uma porta velha para tampar o buraco, ou ao menos sinalizar.
O cano estourou onde está esse morador da rua colocando uma porta velha para tampar o buraco, ou ao menos sinalizar.

Os moradores da rua utilizaram uma porta velha de uma das residências para sinalizar – ou ao menos tampar – o buraco de onde vaza tanta água potável. Teve carro que não conseguiu passar, moto passando com os condutores com pé pra cima, enfim, tá uma zona.

E isso antes dos moradores dormirem, isso se conseguirem ao menos tomar um banho de cuia. É esse tipo de coisa que pega qualquer morador de qualquer bairro dessa cidade desprevenido.

Esse carro conseguiu passar pela corredeira. Já um Celta que não fotografei não passou antes dele. Os moradores empurraram o Celtinha.
Esse carro conseguiu passar pela corredeira. Já um Celta que não fotografei não passou antes dele. Os moradores empurraram o Celtinha.

Nem preciso falar que faltou água mais uma vez no Rangel e no Cristo depois dessa corredeira né? Até o fechamento deste post, ainda não apareceu nenhuma equipe da Cagepa no local do cano estourado.

2016-05-06-21.58.36.jpg.jpg
Essa parte da Rafael Mororó virou um verdadeiro lago.

Mais uma vez o Velho Guerreiro não decepcionou e compareceu em mais um verdadeiro banho de cobertura, dessa vez de um fato urgente. As imagens que ilustram este post foram feitas há uma hora atrás.

E a água desce a rua...
E a água desce a rua…

Quando terminar a edição de hoje, estarei tomando mais um banho de cuia. Enquanto a água corre solta lá fora.

Compartilhe este post