DISTRAÇÃO TOTAL

Um daqueles assuntos que rendeu conversa foi uma declaração que o governador do estado, José Maranhão, fez em um programa de televisão local. Acreditando que não estava no ar, o governador, perguntado pelo apresentador se ele tinha alguma mágoa do prefeito da capital, Ricardo Coutinho, pelas críticas que ele havia lhe feito ultimamente, o governador disparou após dar uma risada: “Eu tenho pena dele”. O momento dessa declaração já foi visto 61 vezes no YouTube. O vídeo foi postado pelo usuário Viníciusvmvn. A declaração, no programa Correio Debate. Veja o vídeo:

Pena do quê, mesmo? Será que o governador já estaria enxergando o prefeito da capital como seu potencial concorrente a disputa pelo Palácio da Redenção?

Agora, fica claro que o governador do estado e o prefeito de João Pessoa já, digamos assim, não falam a mesma língua. Ninguém mais esconde que o desejo do atual governador é se candidatar à reeleição, e o do prefeito, de chegar ao governo estadual paraibano. Os sinais de que um racha está por vir começaram no ano passado, época eleitoral, quando Ricardo Coutinho se candidatava a reeleição para a prefeitura da capital e a vaga de vice-prefeito passou a ser disputada entre vários partidos, entre os quais o PMDB, do então senador José Maranhão, que meses depois viria a se tornar o governador da Paraíba com a confirmação da cassação do governante anterior, Cássio Cunha Lima.

Ricardo escolheu Luciano Agra, que é de seu partido, o PSB, para ser vice de sua candidatura, que venceu a eleição municipal com uma esmagadora maioria de 73% dos votos. Evidente que muitos setores do PMDB queriam que o vice fosse do seu partido. Acabaram na coligação do prefeito como meros coadjuvantes. Mas elegeram três vereadores.

A cassação do então governador Cássio Cunha Lima tornou as especulações em relação a eleição de 2010 ainda mais imprevisíveis, pois como Maranhão assumiu o governo da Paraíba, passou a ser potencial candidato do partido dele, o PMDB, a reeleição. Até então, esse potencial candidato era Veneziano Vital do Rego, prefeito de Campina Grande. Com a questão da cassação de Cássio, as coisas no PMDB acabaram por mudar completamente.

Há quem acredite que o prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho, para se candidatar ao governo do estado, se alie ao ex-governador Cássio Cunha Lima, mas, acontece que o PSDB, partido de Cássio, já tem plano de candidatura própria, e o candidato seria o ex-prefeito da capital Cícero Lucena, não por acaso rival político de Ricardo. Há quem defenda a candidatura do senador Efraim Morais. Mas, no grupo PSDB-Democratas, Cícero teria mais chance de ser candidato.

Mas, pensando bem, tudo é possível. Até mesmo uma eleição de três candidaturas (e por que não?) Já pensaram em uma disputa entre Ricardo Coutinho, José Maranhão e Cícero Lucena? Num eventual segundo turno, tudo realmente poderia acontecer. Esse seria o cenário ideal para 2010 na minha opinião.

Mas o que irá acontecer até o meio do ano que vem, principalmente abril, quando os ocupantes de cargos eletivos deverão pedir licença dos mandatos para concorrer às eleições, o futuro dirá. E muitas surpresas vão acontecer nesse quase um ano e três meses que antecederão aquela que promete ser uma das eleições mais disputadas da história, isso se depender de todas as conversas e especulações que envolvem o pleito.

Até lá, muita água há de rolar por debaixo da ponte.

Compartilhe este post