Image

#ContentTalks: O segundo mês mais produtivo do site

Depois de dezembro, junho é o mês mais produtivo do site. Mas por que será? Tem a ver com o que a gente comemora nesse mês.

Os picos de produtividade parecem que vem sempre de seis em seis meses, e quando vem, vem sempre nos meses mais estratégicos do ano. É assim em dezembro, o último mês do ano, é assim em junho, o sexto mês do ano, ou seja, quando o ano está no meio, começando a se encaminhar para o próximo ciclo. Afinal, a vida é como um jogo de futebol, com dois tempos iguais e um intervalo entre eles. Dito isso, se pode dizer que junho é o segundo mês mais produtivo do site, atrás apenas adivinha de quem? De dezembro.

Não para menos, a agenda e o calendário ajudam a entender melhor porque junho é o segundo mês mais produtivo deste site. E olha que há alguns anos, esse mês já foi agosto, e já até citei praticamente lá no início de tudo que agosto era o mais produtivo, efeito do retorno das aulas de escola, faculdade que eu fazia, e hoje, já maduro, o que eu faço mesmo é apenas o trabalho nos meus projetos. A produtividade da ocasião era o efeito do que eu fazia em cada época. Mas agora, as coisas são diferentes, e tem motivo para ser.

E como eu poderia explicar junho? Eu explico o mês de junho ser tão produtivo quanto dezembro, embora não na mesma intensidade, por motivos regionais, afinal, não há lugar mais forte para as festas juninas que o lugar onde este site é editado, o Nordeste. Não para menos, todas as atuais quatro séries de arte, mais o “Bora desenhar?” que é uma série de bastidores, vão mostrar a partir da próxima semana desenhos com temática junina. E já estou me preparando para isso.

Uma das diferenças do mês de junho para dezembro é justamente a de que não é preciso alterar a agenda, como eu faço em dezembro e janeiro, quando o segundo e o terceiro posts diários do site são alterados ou até tem os temas cancelados para dar lugar aos especiais, resumos, balanços e tudo aquilo que a gente faz para resumir o ano que passou ou lançar as tendências do ano que está chegando. Tudo está em seu lugar, mas com algumas diferenças.

E essas diferenças que junho traz em relação aos outros meses, principalmente em termos de produtividade, são justamente para exaltar o que temos de melhor no mês de junho, que de certo modo trazem um componente de regionalismo, levando as nossas origens aonde quer que eu possa estar. Para que saibam de onde eu venho e, principalmente, qual a nossa cultura, em tempos que muitos a querem apagar em nome de um neutralismo que não existe em lugar nenhum.

Se somos o que somos, é pelo que construímos. E isso importa bastante. Por isso, você vai ver coisas incríveis em junho, principalmente nas séries de arte, e o trabalho vai ser intenso para entregar o que eu quero entregar. A série de artes digitais desta semana não deixa de ser um treinamento, já que todas as cinco artes que você vai ver ao longo da semana foram feitas ontem, domingo. Vai ser e precisa ser assim, para voos maiores, porque os meses mais produtivos do site precisam entregar além para que eu vá justamente além. E isso importa bastante.

Junho vai trazer isso, para além do clima ameno e o calor humano que nos ajuda a aquecer nesse momento. Porque a gente sabe que cada desafio que a gente tem para enfrentar será necessário para o maior de todos eles. E eu não estou aqui para brincar. E sim para fazer a diferença diante da mesmice e do comodismo que eu sei, a minha área enfrenta. Mas eu sei que posso e tenho a capacidade de mudar. Estejam prontos para mais um mês de junho, e já sabem, eu já estou preparado.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.