Com um décimo de Internet, ninguém trabalha

Ninguém estuda, ninguém trabalha, postar é uma odisseia, é ruim, é péssimo. Não deveria ser num país onde quase 80% dos domicílios são conectados a Internet. Eu não sei se você sabe, mas se você contratou um plano de Internet, você tem que receber no mínimo 80% da velocidade contratada. É uma lei. Agora pergunta se eu tô conseguindo com um décimo de Internet?

Não. O que nós aqui de casa contratamos casa foi um plano de 25 Mbps, e num teste de velocidade você descobre que está recebendo um pouco mais de 2 Mbps (ou menos!). É menos de 1% do que foi contratado. Um décimo de Internet. E como se não fosse tudo, ainda piora de noite, horário que eu mais trabalho, hora essa que meu irmão assiste aula remota – não esqueçamos que ainda estamos numa pandemia de COVID-19 e a Internet nunca foi tão essencial nesse momento em que precisamos tanto dela.

Esse é um trabalho. Escrevo em quatro blogs – tá achando que é só nesse – e faço manutenção em todos eles mais um. Há investimento constante em insumo de trabalho, alimentação, softwares, hospedagem… E Internet. De todos o mais essencial, porque sem ele todos os outros gastos não seriam possíveis. Mas é o que mais aborrece. Teve trabalho que só consegui concluir na gambiarra; puxei internet do meu celular para poder terminar o trabalho na paz e na garra. Pelo menos quebra um galho.

Siga-me no Instagram: @josivandroavelar

O uso de Internet cresce conforme as tecnologias vão evoluindo. Hoje se usa em streaming de vídeo, aulas remotas, o próprio trabalho habitual. A conexão de Internet que você usa tem que acompanhar tudo isso. E só tô conseguindo porque do mais absoluto nada “melhora” de madrugada, porque nos últimos três dias eu não consegui cumprir a programação que estabeleci. E não por falha minha.

Mas tô tirando os atrasos, na mais absoluta certeza que depois do domingo, é quinta-feira. Pelo menos foi assim essa semana, porque eu tentei.

Tô de olho. E vou cobrar de quem eu contratei.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *