BALANÇO NAS ALTURAS

Quem estava no térreo da cidade a uma hora da tarde de ontem não sentiu absolutamente nada, mas ontem aconteceu […]
,

Quem estava no térreo da cidade a uma hora da tarde de ontem não sentiu absolutamente nada, mas ontem aconteceu um leve tremor de terra por aqui. Ele foi mais sentido por quem mora ou trabalha em edifícios ou nas cidades do interior, que são mais altas que o nivel do mar. O foco do tremor foi na cidade de Taipu, no Rio Grande do Norte.

Não houve nada além de um susto de quatro segundos para quem sentiu o tremor. Além do quê, tremores de terra no Brasil não passam de 1 a 3 graus na Escala Richter (escala que mede a intensidade dos tremores de terra), até porque o território brasileiro está no centro de uma placa tectônica. Grandes terremotos acontecem nas bordas dessas placas. Quando elas batem, aí acontece um terremoto. Tremores pequenos acontecem em regiões de falhas geológicas, afinal as placas não são perfeitas. Elas sempre tem algumas rachaduras em vários pontos, e muitas vezes elas também se chocam.

Dá para imaginar o susto de quem sentiu o tremor, até porque não é todo dia que você sente o prédio onde você está balançar.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  2. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  3. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  4. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde
  5. Luneta Sonora 121: Um dia de recados soltos
  6. Luneta Sonora 120: Pessoas reais, conexões reais, propósitos reais

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.