Image

Todos os olhos para a cidade

Todos os olhos se voltam para a cidade neste ano. Mas o que custa enxergá-la com a visão de quem vive a cidade o tempo todo?

O ano que começa traz todos os olhos para a cidade, não importa qual ela seja. Ainda mais a minha, que é uma capital de estado onde parece que cada vez menos as pessoas são ouvidas sobre os seus desejos e seus anseios para os lugares onde residem. É sobre o que eu falei em relação as cidades que existem dentro da cidade.

E enquanto não se tiver esse olhar, ninguém consegue olhar para a cidade de uma maneira uniforme, que é o que mais se faz, como se cada bairro fosse um satélite. O ano de 2024 começa pensando que até o meio dele, vai existir o foco inevitável para a cidade, afinal de contas, chegamos nele, o ano eleitoral, o ano em que todo candidato apresenta soluções mágicas para locais que muitas vezes nunca pisaram.

Eu foco no lugar onde eu me identifico mais, e onde eu faço o meu trabalho e construo o meu legado. E eu sei que tenho uma lista de desejos para fazer. Mas antes dela, eu preciso antes de mais nada concluir a lista que eu já fiz. Ok, eu já fiz o balanço da segunda temporada da lista de desejos na semana passada, mas neste ano, ela precisa ser renovada. É por isso que esse balanço será feito no meio do ano.

E pensando bem, será que eu preciso mesmo fazer um balanço de 2024 dessa nova lista? Três ou quatro meses é pouco tempo para sonhos de anos. Essa talvez vá ser uma coisa que eu precise reavaliar até lá. Mas a parte de pegar no pé de quem merece, essa eu vou manter em pé neste ano de 2024.

Que todos os olhos que se voltem para a cidade neste ano sejam os olhos de quem não a enxerga como um trampolim, mas que enxerguem com o mesmo olhar que eu tenho desde que eu nasci. Eu sei que é difícil para certas pessoas, mas façam o mínimo de esforço, e se quiserem, eu dou umas dicas.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 127: Sério que eu esqueci dos três anos do podcast?
  2. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  3. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  4. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  5. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  6. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.

Clássicos da Luneta

Posts de anos anteriores para relembrar.