Image

Tempo quente, bem quente…

Hidratem-se, bebam água. Só assim para encarar esse tempo quente, bem quente...

Eu estou escrevendo esta crônica de domingo não sei como, mas eu estou escrevendo, nesse tempo quente, quente até demais. 27 graus podem até parecer uma temperatura amena em qualquer dia, mas são quase nove horas da noite. Mas é assim mesmo quando estamos na estação mais quente do ano.

E nessa hora, próximo das dez horas da noite, eu ainda penso: como é que eu vou dormir? Essa é uma pergunta que eu me faço praticamente todos os dias. De vez em quando eu tenho as minhas crises de insônia. Nem sem como encaro, nem sei como fico cansado, só sei que eu consigo me virar nesse tempo quente.

Este post era para ter o título de “Tempo quente” e até entrou no ar com esse nome, não fosse eu ter escrito um post de 2010 com esse nome onde eu falava justamente sobre… Calor. Bem atual, não é? E olha que este é um post que vai fazer 14 anos. Mas o primeiro post que eu escrevi sobre calor foi há 15 anos. E assim como o outro post, parece bem atual não fossem as temperaturas mínimas e máximas.

A gente encara o calor de vários jeitos. Encara, trabalha, faz um monte de coisas nesse clima mais abafado, se hidrata, mas tá lá, sobrevivendo ao calor. Podem ter certeza de uma coisa: esse ano promete ser o mais quente de todos os tempos, superando somente o ano passado. Talvez vocês ainda não tenham visto – e sentido – nada.

Afinal de contas, dizem que eu não sou muito calorento, que eu encaro qualquer clima, mas esse calor é inédito. Pelo menos para mim que acreditava que não sentia tanto calor. Mas estou sentindo.

Agora, é hora de concluir a crônica com um pedido básico: hidratem-se, bebam água. Só assim para encarar esse tempo quente.


Receba os posts do site em seu e-mail!

Toda vez que um post for publicado no site, você irá receber na hora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Antes de deixar o seu comentário, leia a Política de Comentários do site.

Luneta Sonora

Um podcast sobre tudo e o nada ao mesmo tempo.
  1. Luneta Sonora 126: Se eu esqueci de alguma coisa, eu não me lembro
  2. Luneta Sonora 125: Como eu esqueci de oito desenhos?
  3. Luneta Sonora 124: Que legenda este episódio merece?
  4. Luneta Sonora 123: A velha rotina está de volta
  5. Luneta Sonora 122: Nunca pode ser tarde, mas tem sido tarde
  6. Luneta Sonora 121: Um dia de recados soltos

Assine A Luneta

Receba os posts do site em uma newsletter enviada às segundas, quartas e sextas, às 8 da manhã.