Só queria dizer que tá tudo OK

Nos últimos dez dias depois do último post que eu escrevi aqui no blog, lá estava eu fazendo mais um projeto, talvez o primeiro personalizado que já fiz na vida. Assim recriei o Ônibus Paraibanos e fiz a sua versão 2020. Fiz outros ajustes ao longo da semana, acertei algumas arestas, e agora está tudo OK. E bem, o que eu fiz é assunto para outro post. Não vou contar ainda o que eu fiz ali.

Porque hoje, só quero dizer nesse post aqui que tá tudo OK.

Tudo OK para voltar a dedicar um tempo ao meu projeto, tanto que queria voltar com umas bagagens. Então eu resolvi preparar uns rascunhos e fui completando os raciocínios, e esses raciocínios viram textos completos. É o que de melhor posso fazer nesse momento. Sempre vejo o que posso acrescentar para tornar uma ideia inicial que coloquei em uma página qualquer algo maduro.

E assim, de parágrafo em parágrafo e de página em página, vou tentar não fazer setembro passar em branco. De branco já bastam as páginas da vida que tenho de preencher todos os dias. Você e o que você faz as fazem ficar a cada dia mais completas. A cada dia mais interessantes. A cada dia mais únicas. E a transformam numa história única e original de ser contada.

A cada dia mais parágrafos tornam páginas em branco documentos históricos. O meu propósito é esse. Documentar. Contar histórias. Da melhor maneira possível. Nesse e em todos os dias. E tudo fica OK.

E bem, é isso aí. Fiz o que eu tinha que fazer, descansei e tô pronto para recomeçar por aqui como sempre comecei e recomecei tantas vezes. Agora, tá tudo OK – mas para quê eu tenho de repetir isso o tempo todo? Porque sim, tá tudo OK.

E não preciso repetir mais.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *